Fernando de Noronha define nova regulamentação de voos; confira

As determinações foram tomadas em comum acordo entre a administração da Ilha e as empresas Gol e Azul, que diariamente operam voos para a Ilha

Fernando de Noronha, em Pernambuco.
Fernando de Noronha, em Pernambuco. Foto: Hans von Manteuffel

A partir de 10 de outubro, Fernando de Noronha voltará a receber turistas. Em vista disso, a portaria 055/2020 lançada na última sexta-feira (2), determina o limite de sete voos semanais. No mês seguinte, a partir do dia 10 de novembro, serão 17 conexões. Em 10 de dezembro, o número sobe para 24.

“Estamos tendo o maior cuidado com esse retorno do turismo. Graças a Deus não temos casos de óbito por conta do covid-19 na ilha. Estamos controlando os casos que surgem e vamos manter esse controle. Ao seguir essas novas medidas, também estamos visando a preservação do meio ambiente. Uma de nossas linhas de trabalho sempre foi a sustentabilidade em Fernando de Noronha. E vamos seguir firmes nesse propósito. Os cuidados de hoje têm um olhar para o futuro. Vamos viver uma nova realidade e já estamos trabalhando essa mudança”, pontua Guilherme Rocha, administrador de Fernando de Noronha.

Nas segundas, terças, quartas-feiras e sábados, só são permitidos três voos diários, no máximo. Já nas quintas e sextas-feiras, além do domingo, a quantidade máxima sobe para quatro. Outra possibilidade é a realização de voos extras a partir do mês de novembro, respeitando o limite anual de entrada de visitantes estabelecido no plano de manejo da ilha, de 2017.

“Estamos tendo o maior cuidado com esse retorno do turismo. Graças a Deus não temos casos de óbito por conta do Covid-19 na ilha. Estamos controlando os casos que surgem e vamos manter esse controle. Ao seguir essas novas medidas, também estamos visando a preservação do meio ambiente. Uma de nossas linhas de trabalho sempre foi a sustentabilidade em Fernando de Noronha. E vamos seguir firmes nesse propósito. Os cuidados de hoje têm um olhar para o futuro. Vamos viver uma nova realidade e já estamos trabalhando essa mudança”, declarou.


Deixe uma resposta