Fiat apresenta o sedan Grand Siena

Por: Jorge Augusto

Enfim a Fiat resolveu mudar pra valer o modelo que ela vinha requentando há algum tempo. Competindo no segmento de sedans compactos (o segundo mais importante para a montadora, depois dos hatchs compactos) o Grand Siena chega para mostrar que é um carro verdadeiramente novo, ao mesmo tempo que puxa para cima o nível e padrão da categoria. Concorrendo diretamente com VW Voyage, Ford Fiesta, Nissan Versa e Chevrolet Cobalt, e um pouco mais distante com Renault Logan e alguns aventureiros chineses. O Grand Siena deve ser motivo de grande dor de cabeça para seus concorrentes.

 

Pra começar, o novo Siena (até o nome mudou) cresceu no tamanho em vários sentidos, inclusive no porta-malas. Lançado há 14 anos, estava mais que na hora de uma mudança expressiva. O modelo traz uma plataforma nova. A parte da frente do carro, estruturalmente falando, vem do novo Palio. Já o meio e a parte de trás, são inteiramente novos. O interior também é completamente novo. Ainda que traga alguns elementos do novo Palio, o Grand Siena dá a impressão de mais sofisticação. Entre as mudanças expressivas está o porta-malas que cresceu de 500 para 520 litros, figurando entre um dos maiores em seu segmento.

 

Ainda que estilo e beleza sejam questões discutíveis, muito acharão o Grand Siena o carro com mais estilo e arrojo do segmento. O carro perdeu aquele ar “meio sem graça” da geração anterior, e assumiu traços modernos e provocantes. Certamente o carro traz um visual mais esportivo.

 

Outro ponto de destaque é o elevado nível de equipamentos que puxa para cima o padrão da categoria. Ele sai de fábrica com air bag duplo frontal e freios ABS com EBD em todas as versões. Para quem procura ainda mais sofisticação, existem opcionais dignos de carros de categoria superior como rádio CD/MP3 com viva voz Bluetooth com conexão USB, volante em couro com os comandos do rádio, comando do câmbio tipo borboleta no volante, para-brisa térmico, air bags laterais dianteiros e sensores de chuva, estacionamento e crepuscular, elevando os parâmetros de tecnologia e requinte do segmento dos sedãs compactos.

 

Além de bonito, o Grand Siena mostra-se funcional e espaçoso. Ele nasce como um sedan que, comparativamente ao Siena anterior, é 13,4 cm mais comprido, 6,1 cm mais largo, 5,3 cm mais alto, e com entre-eixos é 13,7 cm maior. A título de coparação o Grand Siena ainda é 15 cm menor que o Fiat Linea. Segundo a Fiat é o carro com maior espaço para pernas, no banco traseiro, dentro da categoria.

 

O interior traz um acabamento de qualidade. É perceptível amehora da qualidade construtiva dos carros da Fiat na última década. E o Grand Siena é exemplo disso. Um dos pontos de destaque do interior é a faixa decorativa, Insert Molding, que divide o painel de instrumentos horizontalmente. Esta peça é o principal elemento de customização no interior do veículo, e há várias propostas de acabamento disponíveis ao cliente, inclusive as que simulam aço escovado e madeira.

 

O quadro de instrumentos traz iluminação branca. Os ponteiros são iluminados em toda a barra e apresentam o Welcome Moving: quando se gira a chave na ignição, eles realizam um movimento de verificação, para que o motorista saiba que estão funcionando corretamente. A iluminação do quadro de instrumentos se acende e apaga gradativamente, acompanhando o movimento dos ponteiros. O Fiat Grand Siena pode ter até 15 porta-objetos, dependendo da configuração e dos itens opcionais escolhidos.

 

 

A suspensão do Grand Siena também merece atenção. O carro se mostra mais firme e estável que na geração anterior. Alguns vão caracterizar a suspensão como mais esportiva. E, realmente, o carro está mais justo e na mão. A título de informação, a suspensão traseira é derivada do Fiat Punto, mas com ajuste exclusivo para o Fiat Grand Siena.

 

O Grand Siena poderá estar equipado com três opções de motores, sendo: Fire 1.4 EVO nas opções Flex e “dito” Tetrafuel que inclui a opção do GNV de fábrica, e o E.torQ 1.6 16V Flex.  As versões ficam assim: Attractive 1.4, Tetrafuel 1.4, Essence 1.6 16V e Essence Dualogic 1.6 16V. Com a chega do Grand Siena, o Siena antigo EL (1.0 e 1.4) continuará como versão de entrada do sedã.

 

O motor Fire 1.4 EVO que equipa a versão Attractive produz potência máxima de 85 cavalos e torque de 12,4 kgfm a 3.500 rpm com gasolina. Com etanol, sua potência é de 88 cv e seu torque, de 12,5 kgfm a 3.500 rpm.

 

Nas versões Essence vem o motor E.torQ 1.6 16V Flex, fabricado pela Fiat Powertrain em sua planta em Campo Largo, Paraná. O E.torQ tem potência de 115 cv e torque máximo de 16,2 kgfm a 4.500 rpm funcionando unicamente com gasolina. Rodando com etanol, sua potência é de 117 cv e seu torque, de 16,8 kgfm a 4.500 rpm. O Grand Siena com o motor E.torQ 1.6 16V Flex também pode receber câmbio robotizado Dualogic.

 

Dirigibilidade

 

Quem estava acostumado com o Siena antigo certamente se surpreenderá com o Grand Siena. O carro melhorou em todos os sentidos. Traz um posto de comando muito confortável e ergonômico. A visibilidade é boa em todas as direções, incluindo vidro traseiro. O isolamento acústico, considerando os concorrentes diretos, também agrada bastante. O único senão, é o desempenho. A versão com motor 1,6 litro até que vai bem. Tanto em estrada como circuito urbano. Já a versão 1,4 litro deixa a desejar na estrada. Dá a clara impressão que falta motor. Mas se o foco for o uso urbano, o motorista não ficará tão incomodado assim.

 

Equipamentos

 

O Grand Siena Attractive já vem de fábrica com para-choques, maçanetas, frisos laterais e espelhos retrovisores pintados na cor do veículo. De série, inclui ainda: Air bag duplo frontal mais freios ABS com EBD; Direção hidráulica; Travas elétricas + trava automática das portas a 20 km/h; Vidros dianteiros elétricos com one touch e antiesmagamento; Chave-canivete com telecomando; Sistema de abertura elétrica do porta-malas (Logo Push); Faróis de neblina; Volante com regulagem de altura; Desembaçador temporizado do vidro traseiro; Computador de bordo A e B (distância, consumos médio e instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso). Os opcionais da versão Attractive são ar condicionado, para-brisa térmico, sensor de estacionamento traseiro, sensor crepuscular, sensor de chuva, retrovisor interno eletrocrômico, volante de couro com comandos do rádio, desembaçador com ar quente, vidros traseiros elétricos com one touch e antiesmagamento, apoia-braço para o motorista, espelhos retrovisores externos com comando elétrico, banco do motorista com regulagem de altura, rodas de liga-leve 15 polegadas, rádio CD player com MP3 + viva-voz Bluetooth® + USB, painel bicolor com insert molding, e acabamento interno em tecido mais sofisticado.

 

O Grand Siena Essence inclui em relação a versão Attractive: Motor E.torQ 1.6 16V Flex; Ar-condicionado; Rodas de liga-leve 16 polegadas; Banco do motorista com regulagem de altura; Indicador de temperatura externa; Luzes de leitura tipo spot na dianteira; Detalhes internos cromados e frisos laterais cromados para distinguir a versão. Os opcionais são air bags laterais dianteiros, sensor de estacionamento traseiro, sensor crepuscular, sensor de chuva, retrovisor interno eletrocrônico, espelhos retrovisores externos com comando elétrico, vidros traseiros elétricos com one touch e antiesmagamento, apoia-braço para o banco do motorista, kit de parafusos antifurto nas rodas, rádio CD player com MP3 + Bluetooth + USB, volante de couro com comandos do rádio, controle de cruzeiro, painel bicolor com insert molding e acabamento interno em tecido mais sofisticado.

 

A versão Siena Essence Dualogic tem lista de equipamentos igual à do Essence com câmbio manual, exceto pelo câmbio Dualogic e pelo controle de cruzeiro de série. A lista de opcionais dispõe ainda de alavanca de seleção de marchas tipo borboleta no volante. Outro diferencial e exclusividade do Fiat Grand Siena é que ele é o único carro do segmento que pode ser equipado com um belo e amplo tet-solar (opcional apenas na versão Essence).

 

Já o Fiat Grand Siena Tetrafuel destinado a frotistas sai de fábrica com air bag duplo frontal mais freios ABS com EBD; ar condicionado; direção hidráulica, travas elétricas; vidros dianteiros elétricos com one touch e antiesmagamento. O quadro de instrumentos é um diferencial desta versão: ele vem com display que, por meio de duas barras digitais, mostra o nível de combustível líquido (gasolina ou etanol, do lado direito) e de GNV (do lado esquerdo); as duas só aparecem juntas no display na opção Auto. Os opcionais são os mesmos do Grand Siena Attractive, acrescido de chave telecomando e faróis de neblina. Não está disponível nem como opcional air bags laterias e rodas de 16 polegadas.

 

Mercado

 

O Fiat Grand Siena estará disponível no mercado em 12 cores – quatro sólidas e oito metálicas. Os preços são os seguintes: Grand Siena Attractive 1,4 litro R$ 38.710. Grand Siena Essence 1,6 litro R$ 43.470 e Grand Siena Essence 1,6 litro Dualogic R$ 45.990. A versão Tetrafuel, que responderá apenas por 5% do mix, tem preço sugerido de R$ 48.210.

 

O novo modelo tem garantia de apenas um ano sem limite de quilometragem (alguns concorrentes tem 3 anos). Durante a vigência da garantia, o dono do veículo tem direito a assistência 24 horas Confiat, que executa serviços de urgência como reboque, socorro mecânico e veículo reserva em qualquer local do Brasil. As revisões do Fiat Grand Siena só acontecem a cada 15 mil quilômetros ou um ano.

Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Di

Deixe uma resposta