Flórida: recorde de brasileiros pré-pandemia aquece o mercado

Antes da pandemia, nos primeiros três meses de 2020, o Brasil havia tornado-se o segundo maior mercado emissor de turista para o Estado do mundo

Novo Pier de St Pete Clearwater

Jacob Pewitt Yancey, Diretor de Insights e Análises de Consumo do Visit Florida, em sua apresentação de resultados do mercado brasileiro estava empolgado em dar a notícia do posicionamento do Brasil como segundo maior emissor de visitantes para o Estado da Flórida. Os números são de antes do início da pandemia, mas dizem muito sobre o apetite do brasileiro pelo Estado.

A Flórida recebeu 308 mil brasileiros nos três primeiros meses de 2020, somente atrás do Canadá. Em média, eles gastaram US$ 4,8 mil por pessoa em viagens de 15 dias – efetivamente entre 13 e 14 noites.

Orlando e Miami ainda ficam com a maior fatia, mais de 50% do volume de viajantes do Brasil, o que configura uma oportunidade para todos os outros destinos que estão muito empenhados em apresentar suas atrações e opções de programas diferentes do mainstream porque realmente enxergam um enorme mercado potencial no Brasil pós-pandemia.

Os números do período da pandemia obviamente são tristes, mas nos últimos quatros meses os gráficos começam a mostrar ligeiro crescimento. Tendência que é confirmada pelo ânimo do setor aéreo que já oferta 300 mil assentos entre Brasil e Flórida. Ainda é menos da metade da oferta de 2019, mas o dobro do ano anterior, entre os meses de março de 2020 e 2021.

Não é à toa que os treinamentos estão ocorrendo no Brazil Virtual Florida Fest como se as fronteiras fossem ser abertas amanhã, mesmo que ainda não haja uma sinalização de quando vai haver de fato a reabertura para os brasileiros. Mas os números são empolgantes.

A maior parte dos representantes atende ao mercado em português ou com tradução simultânea. Há uma preocupação em esclarecer muito bem as oportunidades e facilidades. É como um clima de festa surpresa, com aquela respiração presa quando percebe-se que o convidado está à porta – nesse caso, a reabertura das fronteiras que delineia-se num horizonte cada vez mais próximo.

Confira os dados do Visit Flórida:

Novidades dos destinos da Flórida

A região de Central Florida e St. Pete Clearwater apostam no comportamento comprador dos brasileiros e colocam-se como destinos ótimo para compras – tanto pela oferta de lojas e outlets, quando pela tranquilidade e segurança das cidades menores. Em St. Pete Clearwater a novidade é um grande píer para lazer em frente ao Golfo do México.

Já a região de Central Flórida aposta na inauguração do  Peppa Pig Theme Park, prevista para abril de 2022. A inauguração do parque cria uma oportunidade da região ampliar a atração de turistas estrangeiros. O parque Legoland sempre atraiu visitantes locais. A nova atração gera a possibilidade de trabalho em conjunto pela região.

Kissimmee é a porta de entrada dos parques mais famosos da Flórida mas também aposta no estilo de vida mais ao ar livre com a experiência nos Eveglades. Isso confirma-se com a própria campanha do Magic Village Views, um condomínio de casas luxuoso também com uma proposta de conexão com a natureza, com facilidades de resort e privacidade de uma casa.

O fato é que está todo mundo com a mão na fechadura da porta para abri-la e receber os brasileiros com a mesa posta.  E do lado de cá, os operadores, agências e agentes estão fazendo de tudo e torcendo para a comida não esfriar. Enquanto isso, as vendas de 2022 estão mais que abertas.

Deixe uma resposta