FOHI 2020 debate temas urgentes para a retomada da hotelaria

Tatiana Menezes (Hotel & Food Nordeste) e Maycon Gabry (MarkWeb) são comemoram os resultados do FOHI

O Fórum Online de Hotéis Independentes (FOHI 2020) chegou ao fim depois de uma programação que proporcionou orientação sobre assuntos práticos aos mais de 4,5 mil inscritos nos painéis ao vivo, além de interação no chat do Youtube e no canal de networking do Telegram. A segunda edição do evento teve a participação de 25 convidados, divididos em seis painéis e duas palestras, totalizando 11 horas de transmissão ao vivo.

Segundo a organização, o evento cresceu 642% em relação ao ano anterior na quantidade de inscritos e teve participação de 24 estados brasileiros e do Distrito Federal, sendo 41% do Nordeste, 39% do Sudeste, 13% do Sul, 6% do Centro-Oeste e 1% do Norte. Apenas os estados do Acre e Roraima não tiveram profissionais inscritos. O perfil dos participantes se concentrou em profissionais com poder de decisão (52%) e influenciador (44%). Do total de cadastros 28% eram sócios ou proprietários e 24% eram gerentes.

Experiência do hóspede, tendências pós-pandemia, reforço na comunicação, adoção de protocolos, uso de recursos tecnológicos. Mais do que explorar conceitos e ditar uma lista de ações que devem ser feitas, o FOHI detalhou os aspectos práticos essenciais para a adaptação das rotinas dos empreendimentos hoteleiros. Foram mais de 13 mil visualizações e cerca de 3,5 mil comentários no chat ao vivo com 600 pessoas em networking no canal exclusivo do Telegram, criado para o evento que teve foco na retomada de sucesso para hotéis, pousadas e resorts.

Maycon Gabry, diretor da MarkWeb, explica que os organizadores têm como meta democratizar ainda mais as informações. “Estamos estudando a possibilidade de criar treinamentos sob demanda para as empresas, com valores acessíveis e certificado, além de aulas complementares focadas em atendimento a canais digitais”, antecipa o líder da agência de Marketing Digital especializada em hotelaria.

Ele explica que os organizadores optaram por manter a programação, apesar de terem recebido solicitações de adiamento. “O desafio era oferecer mais conteúdo em um período no qual a agenda dos profissionais estava repleta de lives. Mas percebemos que muitas dessas transmissões eram unilaterais e não solucionavam as dúvidas, então acreditamos na programação e decidimos seguir em frente”, comemora.

O evento teve parceria de mídia do Brasilturis Jornal, com cobertura em tempo real dos painéis. Confira o conteúdo destacado nos três dias de evento, confira!

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui