França anuncia suspensão na ligação aérea com o Brasil; Air France cancela voos

Medida vale por tempo indeterminado e foi motivada por preocupações em relação à variante brasileira do vírus

França
Jean Castex, primeiro-ministro da França (Foto: Reprodução de www.gouvernement.fr)

A França acaba de anunciar o fechamento das fronteiras com o Brasil. A notícia foi confirmada por Jean Castex, primeiro-ministro do país europeu, durante reunião na Assembleia Nacional. A decisão foi motivada por preocupações do governo, de médicos e autoridades sanitárias francesas em relação às novas variantes do coronavírus em circulação no País – como a P1, originada em Manaus e a P2 que surgiu em Minas Gerais.

Castex não informou quando a medida passa a vigorar, tampouco forneceu uma previsão de retorno da frequência costumeira de ligações aéreas entre os dois países. A frase dita pelo dirigente francês de que a ordem é válida “até novo aviso” deixa claro, entretanto, que tudo depende do controle efetivo da disseminação do vírus em território brasileiro e da melhora efetiva nas condições sanitárias do País.

Até então, a França permitia a entrada de franceses, expatriados europeus que moram no Brasil e expatriados brasileiros que vivem na Europa, além de brasileiros com cidadania europeia que estavam autorizados a fazer conexão em Paris. Segundo o Conselho de Estado, é mandatório manter uma frequência mínima de voos voltada exclusivamente para repatriações.

Contatada pelo Brasilturis Jornal, a Air France informou que tomou conhecimento do anúncio e cancelou todos os voos entre a França e o Brasil, a partir de amanhã (14/4). “A programação de voos da companhia após essa data (14/04/21) será ajustada de acordo com as determinações governamentais. Os clientes impactados por essas mudanças serão informados individualmente”, informa a aérea, por meio de comunicado. Como parte das medidas “Air France Protect” , todos os bilhetes podem ser alterados ou reembolsados gratuitamente e sem justificativa, para viagens programadas até 31 de Dezembro de 2021

Caroline Putnóki, diretora da Atout France para a América do Sul, lamentou a medida e disse ter esperanças que ela seja revertida logo. O órgão de promoção do turismo francês revelou recentemente a programação cultural que estreia em 2021 – com destaque para as comemorações do bicentenário de morte de Napoleão Bonaparte – e destacou hotéis que serão abertos no país, como o esperado Hôtel de la Marine – inserido em um prédio histórico, no centro de Paris, que já foi guarda-móveis da corte de Luís XV e era inacessível ao público – e o luxuoso Airelles Château de Versailles – que abrirá as portas em uma ala do famoso palácio francês.

“Essa medida é temporária. Todas as novidades que vão acontecer na França neste ano poderão ser visitados por brasileiros assim que as fronteiras forem reabertas”, disse Caroline.

Deixe uma resposta