FRESP surpreende com show musical e motivacional

Por: Antonio Euryco

GUARUJÁ – Uma feliz e intencional surpresa com um show musical e motivacional rendeu muitos elogios à organização do 13o. Encontro da Federação das Empresas de Transporte de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo.  Os mais de 400 congressistas reunidos no Guarujá receberam ao longo do almoço, durante a tarde livre e no jantar, uma  convocação em forma de convite para que não faltassem ao programa de encerramento do sábado.  Pensar-se em uma palestra às 22 horas não era o programa mais sugestivo sem um motivo evidente, e aí residia a surpresa que acabou sendo realmente surpreendente e agradável.

 

Quando o ‘Musicare’ teve inicio, precedido por um duo de ginástica incorporado na integração demonstrativa de força conjunta, o Salão Imperial do centro de eventos do Casa Grande estava praticamente lotado. E assim permaneceu com seguidos aplausos, a participação direta, encantamentos e recordações, pleno de atenção e intenção. Nos primeiros acordes  e canto de ‘Sonho Impossível’, Betth Rípoli entrava para acontecer com harmonia, simpatia e a fluidez sensível de quem sabe se comunicar.

FRESPsabadonoiteBeth2

 

 

Além de se comunicar muito bem, a artista e empresária vivencia e diz com musicas sobre experiências vividas, situações refletidas, ganhos e perdas, lições que mesclam filosofia e conteúdo. Um passeio de palavras e canções que foi emoldurando a noite, talvez com efeitos ainda maiores e singulares pela ‘Lua Azul’. Na tradução de componentes emocionais, o público foi aderindo e se soltando, e Beth  mostrou que sabe fazer de sua apresentação uma reunião em familia.

 

No âmbito da FRESP, com seu tom empresarial, a empatia verificada se estendeu: o local, as virtudes do hotel, o dia de bons ensinamentos e experiências, o clima de confraternização e um ápice pra deixar todos de bom astral.  “Um encontro assim vale a pena”, comentou um empresário de setor que veio lá do Nordeste. Houve opinião generalizada de que a FRESP vem organizando seus encontros anuais cada vez com um algo além.

 

Com sua banda, onde está a primeira baterista mulher do cenário musical brasileiro, Beth Ripoli transporta-se (e nos leva juntos, carinhosamente, no mesmo enlevo de mãos e carinho) por sua vida de menina do interior, das estrepolias, repressão paterna, as experiências que geraram lições de vida, o casamento de 14 anos, o casal de  filhos, os problemas da separação e a retomada de vida em uma escolha pessoal. Surgiria em seqüência a pianista que se consagrou, na noite com o Zimbo Trio, no setor empresarial com as salas Vips da TAM do comandante Rolim.

 

Repassar uma história de vida pode e deve ter muitas interpretações – até mesmo a interligação pessoal de cada um. Feito da maneira como Beth faz, com brilhante seleção na escolha musical de Roberto Carlos, Gonzaguinha, Ivan Lins, canções internacionais de sempre como Fascinação e outras mais, para completar com sua veia compositora própria “Em Meio das Rosas” cuja palavra derradeira da letra é ‘paixão’.

FRESPsabadopianista

Foi assim, em clima de paixão pela vida embalada pela arte que o ‘Musicare’ abriu motivação para a seqüência dos trabalhos neste domingo, com mais uma série de palestras completando o roteiro do 13o. Encontro. Que terá ainda novas premiações e sorteios.  Na noite passada, a segunda premiação internacional foi para uma viagem a Santiago do Chile,  no sorteio que premiou Claudia Lipolis, da Florida Transportadora Turística, bairro da Penha, na capital paulista. A entrega foi feita pelo presidente da FRESP, Claudinei Brogliato.FRESPsabadoganhadora

 

 

 

 

 

 

 

 

Antonio Euryco

 

 

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui