Fundo de Investimento em Participações para ampliar portfólio BHG

Por: Antonio Euryco

A BHG S.A. – Brazil Hospitality Group anuncia o início de um Fundo de Investimento em Participações (FIP) que será o veículo prioritário da ompanhia para investimentos em projetos greenfield. A operação atende os termos da Instrução CVM 391/03 e tem como foco investidores qualificados, com valor mínimo de subscrição de  hum milhão de reais.

 

Batizado de  BHG Modal Fundo de Investimento em Participações em Hotelaria,  o fundo agregará velocidade e volume de investimentos estratégia de expansão nacional  da BHG para o setor hoteleiro.  Peter J. F. van Voorst Vader, presidente da BHG S.A, que havia pré-antecipado esta constituição em entrevista para a Página Azul do Brasilturis explica: “Iniciamos com R$ 150 milhões, mas a operação pretende captar até R$ 400 milhões para investimentos em desenvolvimento de hotéis greenfield, uma das principais formas de crescimento da BHG para os próximos anos”.

 

 A construção de hotéis greenfield teve início hà dois anos (2010), quando a BHG anunciou um processo agressivo de desenvolvimento de empreendimentos econômicos, chamados de []selected services[], que com previsão de construir mais de 4,5 mil quartos nos próximos 5 anos, em 40 cidades, onde há forte demanda e potencial de crescimento do turismo de negócios.

 

Até o momento, a Companhia já anunciou 10 projetos greenfield(1) que acrescentarão um total de 1.772 quartos à rede até 2014.

 

O Fundo, registrado na CVM e inscrito no CNPJ sob No. 14.067.624/0001-30, foi distribuído pelo Banco Modal S.A., será administrado pela Intrag DTVM, gerido pela Modal Administradora de Recursos LTDA, e terá um Período de Investimentos de 5 anos, com prazo total  de 10 anos. O modelo adotado será de subscrição inicial das cotas por parte dos investidores e integralização dos recursos de acordo com sucessivas chamadas de capital na medida em que os investimentos forem aprovados pelo Comitê de Investimentos, que será composto por membros indicados pelos investidores.

 

Além de participar a princípio com até 40,67% do capital do fundo (esse percentual deverá ser readequado para até 25% de acordo com a entrada de novos quotistas no fundo), a BHG irá atuar como Consultora Especializada do Fundo, sendo devidamente remunerada para tanto. A Companhia será responsável por prospectar, estruturar e apresentar os possíveis projetos hoteleiros, além de possuir exclusividade na administração dos empreendimentos. “A participação da BHG no capital do Fundo demonstra o total alinhamento da empresa com os demais investidores”, acrescenta Pieter.

AE

Deixe uma resposta