Gasto médio de viagem em Minas Gerais cresce 62%

Por: Camila Oliveira

 

Durante a 12ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Turismo realizada hoje, dia 8, na sede do Sistema Fecomércio Minas, Sesc, Senac e Sindicatos, o secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, anunciou os resultado da Pesquisa de Demanda Turística realizada em Minas Gerais, em 2011. A pesquisa mostra que em um comparativo entre 2011 e 201, houve um crescimento de 62% do gasto médio por visitantes em Minas Gerais, saltando de R$ 322 em 2010, para R$ 538 no último ano.

 

A pesquisa apontou que quem visitou Minas Gerais a negócios registrou o maior gasto individual durante toda a viagem com um valor de R$ 955. Quando a motivação da viagem foi turismo rural, o gasto total por turista foi de R$ 516. Os que buscavam o bem-estar deixaram um gasto de R$ 468, natureza e aventura de R$ 460 e cultural uma média de gastos de R$ 369. De todos os interessados, a principal motivação da viagem foi o lazer com 39,4% da preferência, seguida por visitas a amigos e parentes com 19,2%, e 17,3% para viagem a negócios.

 

De acordo com Patrus Filho, os números demonstram o crescimento da economia do turismo no Estado, especialmente na geração de receita e distribuição de renda. “Quanto maior é o gasto do turismo, maior é o benefício para a atividade e para toda a cadeia de prestação de serviços, que amplia seus negócios e seus ganhos de mercado. Devemos lembrar que Minas Gerais e o Brasil, a partir de agora, irão receber grandes eventos internacionais, o que poderá favorecer, ainda mais, o crescimento deste gasto médio e a permanência do visitante”, destacou o secretário.

 

A pesquisa de demanda foi realizada pela Secretaria de Estado de Turismo, durante os meses de julho e novembro de 2011, com objetivo de traçar o perfil dos visitantes no Estado. Foram aplicados 9.418 questionários para visitantes em 55 municípios e distritos do Estado.

 

CO

 

 

 

Deixe uma resposta