Gilson Machado: “Não vamos dobrar o número de turistas; vamos triplicar”

De acordo com o executivo, é necessário pôr em prática algumas ações, como maior liberação de visto para estrangeiro e debloqueio de cluster de resorts para jogos de azar

0
Gilson Machado, presidente da Embratur

Gramado/RS – O primeiro painel que compõe a programação do Meeting Festuris, que se iniciou na manhã desta sexta-feira (8), intitulado “A Sustentabilidade como Grande Incentivo a Inovação Dentro do Turismo”, contou com o discurso de Gilson Machado, presidente da Embratur.

De acordo com Machado, durante uma feira internacional de ecoturismo, teve a oportunidade de falar sobre o segmento brasileiro e estima fechar o ano com a geração de um milhão de empregos. “Só no mês, geramos 35% de todas as empresas da Argentina. Nosso país tem credibilidade combate à corrupção. cada vez mais, as coisas vão ficando mais claras”, ressalta.


LEIA MAIS:Festuris: confira marcas que participam do encontro em Gramado (RS)Festuris 2019: veja fotos da Solenidade de abertura em Gramado (RS)Embratur, MTur e Governo de RS reforçam setor durante solenidade do Festuris

o presidente da Embratur ainda declara sobre a repercussão positiva gerada pelo anúncio da isenção de visto para chineses. “Eu acredito que o turismo de natureza é o petróleo que temos e não exploramos. O dinheiro do futuro não virá mais do petróleo, mas do turismo. Somos melhor País do mundo, sim. Não temos deserto, temos a amazônia azul”, exemplifica o profissional quanto à atrativos que podem ser aproveitados pelos novos turistas.

Machado complementa deixando claro que que vai demonstrar ao mundo o melhor do Brasil. “Temos mais de 60% de território intocado, temos 82% da nossa matriz energética vindo de fontes limpas e cada vez vamos ter mais opções e ficando maia barato. Temos um plano ambicioso e, com a ajuda de todos do trade e de líderes públicos, vamos não dobrar o número de turistas, mas triplicar”, estima.

Para isso, é necessário pôr em prática ações que são consideradas essenciais para tais impactos. Dentre eles, estão:

  • Maior liberação de vistos para estrangeiros
  • Transformação da Embratur em agência
  • Liberação de cluster de resorts para cassinos e jogos de azar
  • Parceria do Mercosul no mesmo nível europeu
  • Livre trânsito de turistas

“Onde a gente passou, a gente disse que o voo da galinha acabou. Agora somos o voo da águia. Vocês vão dizer se estávamos certo ou errado daqui a quatro ano. Somos o futuro da geração de emprego do Brasil”, finaliza.


Leia também:
– Festival de Turismo de Gramado reconhece “Amigos do Festuris”; veja
– Solenidade marca o início da 31ª edição do Festuris Gramado
Festuris apresenta novos espaços para edição de 2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here