Glamour, alegria, trabalho. Trabalho, alegria, glamour

2

A overdose de rainbow ainda não diminuiu a sua luz. Muito pelo contrário! Em agosto avançou e continua avançando para termos uma sociedade melhor para todos. Fico muito feliz quando vejo projetos LGBT+ tão longos em cidades fora do eixo SP-RJ-BH como o “Miss Brasil Gay” que chegou à sua 39ª edição na linda cidade de Juiz de Fora, que está se capacitando para mais possibilidades como destino para o Turismo. Uma mistura de orgulho e admiração! Esse é o resumo do que as três grandes finalistas: Jennifer Lizz (Miss Mato Grosso – 3º lugar), Radha Vasconcellos (Miss São Paulo – 2º lugar) e Antonia Gutierrezz (Miss Pernambuco – Campeã 2019).

O Glamour das Misses de todos os estados Brasileiros é muito emocionante e paira no ar o ano inteiro na vida destas representantes de seus destinos, com força no turismo, história, gastronomia, lendas e verdades. Para os agentes e operadores de turismo que ainda não observaram este evento, quero convidá-los a conhecer. O glamour do ‘Miss’ é hoje o somatório de três eventos em um. Com uma programação de tirar o fôlego com duas semanas de arte, cultura, exposição, seminários, música, circo, moda, tatuagem, cerveja artesanal e muito mais, a Universidade Federal de Juiz de Fora oferece à sociedade um convite a entrar neste mundo e conhecer melhor nossa cultura.

E tudo isso aberto à sociedade e aos futuros turistas. Na praça principal da cidade acontece o famoso Rainbow Fest que é realizado pelo Movimento Gay de Minas (MGM). Com vários eventos ao longo de três dias de muita alegria, música e beijo na boca. Tudo isso somado às cervejarias incríveis, museus e paisagens das montanhas que a cidade oferece aos seus visitantes. O que já é um ótimo programa para subir a serra, que está a três horas de carro do Rio de Janeiro.

Estamos levando este e vários outros programas de nossos membros da IGLTA no Brasil, juntando esforços no trabalho em conjunto, numa cooperação de que todos irão ganhar juntos inclusive os futuros turistas. No Rio, onde contamos com muitos membros, inclusive o Rio CVB e hotéis lindos como o LSH LifeStyle, Ipanema Inn e hotéis da rede Belmond, Hilton, Accor e Marriott, além de operadoras como a Soultraveler e NewIt. Receptivos tradicionais como a Blumar e Havas Creative Tours, se reuniram para discutir como melhorar e ampliar os resultados do Brasil como destino LGBT+, não somente o mercado brasileiro, mas explorar mais os mercados internacionais. Trabalho que será replicado para outras cidades.

Rio de Janeiro continua sendo um dos principais destinos para viajantes LGBT+ por várias razões, desde o MICE ao lazer puro e simples de ficar na praia e tomar sol. De preferencia com a bandeira Rainbow flutuando no ar. A Barra da Tijuca está fazendo um excelente trabalho de divulgação como “novo destino” dentro da própria cidade. Suas praias são geralmente mais tranquilas e com quiosques diferenciados na região chamada Pepe, com charmosos “lounges” e gente descolada. Com o metrô vale a pena explorar um pouco mais para quem ainda não conhece. De Ipanema até Jardim Oceano são cerca de 20 minutos de metrô e depois uma caminhada ou taxi que está bem na saída da estação.

Aqui em São Paulo estamos no segundo encontro do “pool” de agencias e operadoras de turismo que são membros da IGLTA. Com a preocupação nos desejos de experiências de seus Turistas LGBT+ e como o mercado irá receber as informações, juntar esforços para que os clientes possam ter uma série de opções de viagem em grupos, com programação diferenciada em saídas de cruzeiros, estações de esqui na Europa, Canadá e Estados Unidos. Conhecer melhor nosso país vizinho e tão friendly como a Colômbia, sua história forte e lindíssimas praias caribenhas, várias paradas para incrementar sua oferta. Este mês tivemos a honra em receber a equipe da Rexturadvance, uma de nossas importantes consolidadoras, interessada nas programações de aéreos para estas futuras programações que em breve estarão no mercado.  Presentes neste encontro: Newit Operadora, Receptivo Grou, MH Tour Operadora, UAU Turismo, VIP Guest Brasil, M Star Turismo, Plural Tours, Rexturadvance e a convidada Abreutur. Em breve novidades no mercado.

E para fechar o mês com muito trabalho e esforço para vencer as barreiras diárias da comunidade LGBT+ a Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil realizou em São Paulo seu terceiro evento, reunindo em três dias importantes encontros sobre o guarda-chuva dos temas principais: Turismo, Corporativo e Cultural. No Turismo vários palestrantes internacionais, sua maioria são membros ou parceiros da IGLTA, que trouxeram as novidades em termos de destinos e hotelaria como a rede Axel que abrirá sua primeira unidade nos EEUU, em Miami, confirmando este super destino friendly. As empresas tiveram uma grande participação trazendo seus projetos de Diversidade como Chubb Seguros, Siemens, JLL Construtora, entre outros, com a curadoria do +Diversidade. E para encerrar a maratona a Cultura fez o seu principal papel – em nos lembrar de que sem Cultura um povo não existe e não se expressa, não tem acesso ao melhor do Ser Humano.

Infelizmente o fechamento internacional não foi tão positivo, quando um importante site americano de informação da comunidade coloca o Brasil como “o pior destino para LGBT” numa lista que incluem Egito, Tanzânia, Amsterdam e a ilha de Bahamas. Cada destino tem um ou vários pontos que dificultam a visita de turistas LGBT+. E nosso país é colocado em primeiro lugar desta lista devido ao novo governante e suas péssimas atitudes com nossa comunidade. A imprensa é livre, mas como sempre é bom ler com atenção todo o artigo, e notar que o jornalista que escreveu sobre o nosso país nos deixa preocupado, pois parece que estamos sem governança, justiça e “polícia”. Incluindo até as queimadas da Amazônia como outra preocupação com a viagem, numa mistura que não “cola”. O que é um absurdo inadmissível.

Até porque agora no Brasil a Homofobia ou Transfobia são crimes, com suas leis e regras, que com certeza nos dão uma posição de prestigio em outros países onde não tem leis como estas. Na reportagem o jornalista não comenta dos sucessos de Paradas como de São Paulo ou de Belo Horizonte, além de outras várias espalhadas pelo país. Nosso país é sim um lindo destino de férias, lazer, contemplação. Nossa população gosta de receber o visitante e muitos sabem como tratar isso de forma magnifica e muito calorosa. Se deixássemos de ir aos Estados Unidos devido ao seu presidente, a Convenção da IGLTA em Nova York em abril não teria o sucesso que teve, nem tão pouco seu World Pride e celebração dos 50 anos do Stonewal em vários países.

Viajar é fundamental para nossas vidas – aprendemos muito quando viajamos e quando começamos a pensar na viagem – somos seres melhores ao conhecer novas culturas. Viaje e continue sonhando.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia Clóvis, concordo com você. O jornalista do site americano realmente fez um coquetel indigesto de informações ao acrescentar suas preferências políticas na avaliação sobre o Brasil. Sim, ainda temos uma boa parte dos brasileiros adotando posturas homofóbicas, o que é crime. Por outro lado, não consigo imaginar o que torna um destino de viagem interessante para a comunidade LGBT. Não seriam as mesmas coisas que atraem os heterossexuais? Paisagens bonitas, boa gastronomia, história, cultura…? Receio que esses eventos da comunidade LGBT mais atrapalham do que ajudam a combater a intolerância. A orientação sexual de uma pessoa realmente interferem em suas preferências a respeito de gastronomia e pontos turísticos, por exemplo? E, se interferem, não lhe parece que valorizar isso promove mais as diferenças do que a igualdade?

    • Olá Mario, muito obrigado pelo retorno – com certeza o turista LGBT vai apreciar a História, Gastronomia, Cultura e outros atrativos, você está correto. Quando eu falo dos eventos é para dar aquele “gostinho” melhor para uma viagem. Afinal participar de um evento corporativo ou de lazer, festas ou celebrações locais, que você gosta e cujo tema lhe atrai, é uma boa sugestão. É como fazer uma viagem para Itália e poder participar do festival de trufas se você gosta de gastronomia, assim vá até Alba que sua viagem será sensacional. Abraços.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here