Gol, Asta e Voepass iniciam operações no Mato Grosso

O acordo conecta, inicialmente, Juína (JIA), Lucas do Rio Verde (LVR) e Nova Mutum (DNM) no Mato Grosso, pela capital Cuiabá, com a malha Gol

Gol
(Foto: reprodução)

A Asta Linha Aéreas, em parceria com a Gol e a Voepass, formalizou na última segunda-feira (22), o início das operações regulares que conectam a capital Cuiabá a três cidades do interior do Estado de Mato Grosso: Juína (JIA), Lucas do Rio Verde (LVR) e Nova Mutum (DNM).

Os novos destinos já estão com as vendas disponíveis para voos, com exceção de Nova Mutum, cujas vendas devem se iniciar em breve. O anúncio foi realizado durante uma visita institucional ao hangar da Asta, no Aeroporto Internacional de Cuiabá, em Várzea Grande (MT), que contou com a participação de autoridades e executivos das companhias aéreas e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

Com o acordo (no formato interline), os clientes terão facilidades como compra única dos bilhetes em todos os canais de vendas da Gol, além de terem um único check-in e despacho de bagagem da origem até o destino final, mesmo em caso de conexões na viagem. Estes voos serão operados pela Asta com modernas aeronaves Cessna Grand Caravan, com capacidade para até nove passageiros.

A cooperação acontecerá por intermédio da integração de sistemas com a Voepass, já parceira da Gol, cujo principal objetivo é reforçar e fomentar a aviação por todas as regiões do Brasil. O acordo com a Asta possibilita que a Voepass ofereça mais opções de destinos aos passageiros do interior de Mato Grosso, uma região importante por sua força no agronegócio e pela participação essencial na retomada da economia do país.

A Asta e a Voepass destacam que reforçaram seus procedimentos de segurança, de acordo com os protocolos recomendados pela OMS e determinações dos governos federal e estadual. Além de disponibilizarem álcool em gel para os passageiros e orientarem sobre o uso obrigatório de máscaras a todos a bordo, adotaram procedimentos especiais de higienização das aeronaves.

Deixe uma resposta