GOL atinge margem operacional de 3,0% em 2013

Por: Antonia de Toledo

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (BM&FBOVESPA: GOLL4 e NYSE: GOL), (S&P: B, Fitch: B-, Moody[]s: B3), anuncia os resultados do 4T13 e ano de 2013. O lucro operacional (EBIT) no trimestre atingiu R$162,9 milhões, com margem operacional de 6%, representando o maior nível de rentabilidade operacional dos últimos 10 trimestres. No ano de 2013, o EBIT alcançou R$266,0 milhões e uma margem operacional de 3%, melhora de 14,2 pontos percentuais em relação a 2012. 

 

No 4T13, a receita líquida atingiu R$2.728,2 milhões, aumento de 29% ou R$ 609 milhões comparada com o mesmo período de 2012. Essa evolução foi impulsionada tanto pela alta de 19% no yield no trimestre, quanto pelo aumento de 5,1 pontos percentuais na taxa de ocupação total, que alcançou 74,8%. A receita líquida anual atingiu o maior nivel histórico da Companhia, R$8.956,2 milhões, crescimento de R$853 milhões ou 11% frente a 2012.

 

A GOL reduziu seus custos operacionais anuais em R$319 milhões, demonstrando seu comprometimento em adequar sua estrutura a um cenário macroeconômico desafiador. Mesmo com a desvalorização do real frente ao dólar médio em 11%, patamares recordes no preço de combustível de aviação e redução da oferta doméstica em 7,4%, o CASK apresentou alta de apenas 0,9% no trimestre e de 0,7% no ano. 

 

O prejuízo líquido totalizou R$19,3 milhões no 4T13, uma melhora de R$428 milhões frente ao 4T12, levando a um prejuízo de R$724,6 milhões no acumulado do ano. Parte desse resultado é explicado pela variação cambial, que atingiu uma despesa de R$490 milhões em 2013. O caixa total atingiu nível recorde histórico, totalizando R$3 bilhões. Esse valor equivale a 34% da receita líquida de 2013.

 

 

Informações: www.voegol.com.br/ri.

 

 

AT

 

 

 

 

AT

 

Deixe uma resposta