Gol inicia período de teste de embarque biométrico facial no Galeão (RJ)

A novidade identifica e verifica os dados do cliente por meio de totem, que captura a face do cliente através de 1024 pontos do rosto

0
Paulo Palaia, diretor de TI da Gol e José Luiz Belixior Jurnior, diretor de aeroportos da Gol

A Gol Linhas Aéreas decidiu manter sua contínua aposta na tecnologia, conforme pôde ser notado no Aeroporto Internacional Tom Jobim – Rio Galeão, nesta quarta-feira (29). A novidade da vez é o novo serviço de embarque por biometria facial, desenvolvido pela Gol Labs. A ferramenta, instalada no portão de embarque B34, do Terminal 2, passará por um período de teste, ainda sem data definida de término, antes de ser repassado para demais bases.

“Esperamos fazer que esse piloto nos possibilite entender tudo aquilo o que a gente entende que é bacana. Que o embarque seja legal, que os nossos processos seja mais fácil, analisando cada uma dessas etapas. Por isso ficará esse período teste aqui para que, mais adiante, possamos expandir”, explica José Luiz Belixior Jurnior, diretor de aeroportos da Gol.


LEIA MAIS:
+ Gol voará para Araçatuba (SP) a partir de Guarulhos em novembro
+ Gol é patrocinadora oficial da Conmebol Copa América Brasil 2019
+ Gol adiciona 32 novas operações semanais a partir de agosto; confira destinos

Para efetuar o serviço individual, é necessário realizar um cadastro prévio. Desta forma, não será necessário apresentar cartão de embarque para ter acesso à aeronave. Para embarcar, basta se posicionar à frente do totem de reconhecimento facial, que identificará em cerca de 4 segundo, através dos 1024 pontos do rosto, o passageiro com uma foto, por meio da tecnologia da Fullface Biometric Solutions, fazendo a verificação de segurança.

José Luiz Belixior Jurnior testa a nova ferramenta

De acordo com Paulo Palaia, diretor de TI da Gol e da Gol Labs, o novo serviço visa automatizar o processo de embarque garantindo a agilidade e aprimorando a experiências dos cientes. “Estamos desenvolvendo essa tecnologia desde final do ano passado.  Dando certo, vamos para o crescimento em escala. Não dando certo, a gente para o serviço, o que acredito que não vá acontecer”, se orgulha o profissional.

O embarque biométrico pode ser integrado, futuramente, a segurança pública e polícia federal, conforme afirma Palaia. Enquanto isso, questões de segurança, como a necessidade de apresentar o documento de identidade no embarque continua sendo obrigatório. O período de teste foi realizado no Rio Galeão, segundo Belixior, por conta da parceria entre o terminal e a companhia.


LEIA TAMBÉM:Gol abre processo seletivo para comissários e copilotos que atuaram na Avianca
- Gol registra crescimento de 6,7% na oferta em números prévios de abril
- Gol reforça conforto e conectividade em novo comercial; assista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here