GOL publica relatório de emissão de gases de efeito estufa

Por: Carolina Maia

A GOL acaba de publicar, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, o relatório de emissão de gases de efeito estufa utilizando a ferramenta GHG Protocol, que é o padrão mais aceito e reconhecido internacionalmente.

Este é o segundo ano que a companhia calcula as emissões de gases causadores do efeito estufa. Em 2010 a GOL foi avaliada com o selo prata, quando o inventário deve fornecer a contabilização de gases por completo de todas as emissões da empresa. No relatório publicado, este referente à 2011, a companhia conquistou o selo ouro, pois além de cumprir todos os requisitos, contou com auditoria de uma terceira parte. “Iniciamos esse trabalho em 2010 com o objetivo de quantificar as emissões, adotar medidas para desenvolver tecnologias e métodos para aprimorar práticas eficazes e seguras e, ao mesmo tempo, reduzir os impactos ambientais”, diz o diretor de Operações da GOL, Pedro Scorza. “Agora, teremos material suficiente para comparar e estipular metas de redução”, completa.

O GHG Protocol é um guia para empresas de diversos setores e outras organizações elaborarem inventários de emissões de GEEs que garantam altos níveis de confiabilidade. A margem de erro aceitável deste inventário é 5% e os dados gerados são verificados à prova de cálculos.

Dentre as diversas ações que a companhia já possui para diminuir o impacto ambiental está a sua frota, que é uma das mais jovens e modernas da América do Sul, consumindo assim menos combustível. Além disso, em maio desse ano a GOL recebeu homologação para operar utilizando recurso de navegação baseada em performance (RNP-AR) no aeroporto Santos Dumont, que reduz o ruído, o tempo de viagem e o combustível, trazendo como consequência a redução de gases poluentes na atmosfera. Também no primeiro semestre a companhia operou o seu primeiro voo utilizando biocombustível.

 

Deixe uma resposta