Gol registra R$ 658 milhões em vendas e ocupação de 77% no 2ºT

A Gol Linhas Aéreas anunciou dados aos investidores em junho e segundo semestre e estima manter equilíbrio do seu fluxo de caixa

Gol

A Gol Linhas Aéreas divulgou sua atualização ao investidor para junho e o segundo semestre. De acordo com os dados, a companhia manteve sua posição de liquidez em mais de 12 meses em reserva de caixa, como um mínimo. Além disso, a aérea aumentou sua oferta para 120 voos por dia em junho, mostrando gradual recuperação pela demanda. No trimestre, a Gol atingiu R$ 658 milhões em vendas brutas e a taxa de ocupação foi de 77%.

“À medida que a demanda de passageiros é retomada, nosso modelo de negócios flexível e de baixo custo nos permite reabrir rapidamente as rotas necessárias. Estamos confiantes na nossa sólida posição, como a maior companhia aérea doméstica do Brasil, para atender a essa demanda e, como resultado, podemos aumentar nossa participação no mercado durante a recuperação”, disse Paulo Kakinoff, diretor presidente da Gol.

Neste mês, a administração continuará avaliando as demandas geradas nos principais mercados corporativos e de lazer, visando manter uma abordagem sensata, criteriosa e flexível. Com o apoio de seus stakeholders, a companha espera manter o equilíbrio do seu fluxo de caixa durante o período de ramp-up.

“À medida que as viagens aéreas recomeçam, os passageiros desejarão voar com as companhias em que mais confiam nos quesitos Serviço e Segurança. Sempre nos orgulhamos desses dois atributos na Gol durante nossos quase vinte anos de operações. Acreditamos que nosso histórico de atendimento ao Cliente nos diferenciará no momento em que os brasileiros forem escolher com quem voar nos próximos meses”, conclui Kakinoff.

Mais informações disponíveis neste link.


Deixe uma resposta