Governo de Sergipe planeja rota turística da farinha; entenda

Em agosto, o destino receberá a visita técnica do secretário Sales Neto e das equipes da Setur

sergipe

Na última segunda-feira (20), Sales Neto, secretário Estadual de Turismo de Sergipe e Marcell Souza, prefeito do município de Campo do Brito discutiram criação de novos roteiros turísticos ecológico e de experiência, incluindo a “Rota da Farinha”, na Região Agreste do estado.

“O turista vai conhecer como é a preparação do alimento típico brasileiro – a farinha de mandioca. Além de ver, ele vai poder ajudar a fazer a farinha, proporcionando uma experiência única. Para finalizar o passeio a ideia é uma farta refeição a base de pirão”, destaca Sales.

O roteiro envolverá os municípios de Campo do Brito, São Domingos e Macambira e terá trilhas, cachoeiras, visitas guiadas às casas de farinha da região e degustação da culinária típica local.

Neto destaca que o objetivo é unir o ecoturismo, a gastronomia, o turismo de base comunitária e de experiência. “Para isso, as equipes da Secretaria de Estado do Turismo e da prefeitura de Campo do Brito já estão iniciando os preparativos. Em breve iremos para campo, desenhar o projeto dessa nova rota que será um grande sucesso para o turismo sergipano”, ressaltou.

Segundo o prefeito de Campo do Brito, Marcell Souza, a atividade econômica da região tem como característica forte a monocultura da mandioca, com aproximadamente 600 casas de farinha, que justifica a criação da rota na região.

“Além disso, temos inúmeras trilhas e cachoeiras, como a Serra da Miaba e a barragem de Campo do Brito. Somos fortes ainda no turismo esportivo, pois o nosso município é reconhecido pela Assembleia Legislativa de Sergipe como a capital sergipana de mountain bike, por dispormos das melhores trilhas do estado. Com esse potencial, estamos tentando criar esse roteiro para atrair o turista, unindo o ecoturismo, como o turismo de experiência”, finalizou o prefeito.

Participaram também da reunião Gildo Antônio, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico; Daniel Tavares, diretor de Turismo; Luiz Carlos, presidente da Cooperativa dos Produtores de Farinha de Mandioca (Coofama); e a equipe técnica da Secretaria de Estado do Turismo.


Deixe uma resposta