Grand Hyatt São Paulo troca de gerência e foca em experiências de luxo

A troca de gerência do Hyatt ocorre em meio a uma alta de reservas para o mês de julho e um 2019 que deve superar as expectativas

0
Eduardo Bressane destacou que irá seguir o planejamento traçado pelo agora ex-gerente do Grand Hyatt São Paulo, Yann Gillet
Eduardo Bressane destacou que irá seguir o planejamento traçado pelo agora ex-gerente do Grand Hyatt São Paulo, Yann Gillet

O Grand Hyatt São Paulo está de gerência nova. Eduardo Bressane, assumiu a frente do empreendimento no lugar de Yann Gillet, que retorna à França, para um hotel em Cannes, após três anos no Brasil, com o objetivo de trazer mais experiências para as estadias de luxo.

A troca de gerência do Hyatt na capital paulista ocorre em meio a uma alta de reservas para o mês de julho, sendo que os índices alcançados para o período já superam as projeções feitas pelo empreendimento. Inclusive, a expectativa é de superar toda as metas até o fim de 2019.

Segundo Bressane, que retorna para o Grand Hyatt São Paulo após passagens pelo exterior e por hotéis no Rio de janeiro, as expectativas de retomada da economia no decorrer do ano e voltar a atuar na capital paulista foram determinantes para assumir a gerência.

“Até o fim do ano, o Brasil deve caminhar para um patamar melhor e, naturalmente, outras coisas entram nos eixos, e o turismo é um deles o que trará mais hóspedes. Buscarei cada vez mais estreitar as relações e investir na área de grupos que precisa crescer na cidade”, destacou o novo gerente.


LEIA MAIS

+ Grand Hyatt São Paulo apresenta enogastronomia da África do Sul
+ Hyatt deve abrir 21 novos hotéis na Ásia e no Oriente Médio até 2020
+ Portugal receberá seu primeiro Hyatt Regency em Lisboa

Para Bressane a hotelaria não mudou, mas sim as demandas dentro do mercado de alto-padrão. “A hotelaria permanece simples e óbvia: é atender ao hóspede, mas o luxo, hoje, já não é mais o dinheiro que se gasta mas a experiência. Assim, buscaremos mais caminhos para otimizar o serviço”, disse.

Já Yann Gillet espera trazer para Cannes e integrar ao Regent uma característica única que diz ter aprendido no Brasil. “O brasileiro mudou minha vida e minha maneira de ser. É um povo muito amigável que gosta de conversar, seja na rua ou no elevador, e é um valor humano que eu levarei para a França”, concluiu.

Nessa linha, Gillet foi o responsável pela implementação de políticas de proximidade dos colaboradores do Grand Hyatt São Paulo, humanizando os relacionamentos através de ações de engajamento como grupos de corrida, yôga, xadrez, entre outros.

Contudo, a saída do executivo terminou em uma confraternização de despedida na suíte presidencial do Grand Hyatt São Paulo.

Confira fotos:


Leia Também:

Hotéis da rede Bahia Principe Hotels & Resorts conquistam nove prêmios RCI
Bourbon Atibaia e Bourbon Cataratas anunciam novas redes sociais
Las Vegas recebe Delta Hotels by Marriott no 4ºT de 2021; conheça

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here