Com 42,2 mi de pax em 2018, GRU Airport apostará em mais rotas diretas

O intuito é aumentar a conectividade tanto doméstica quanto na América do Sul

0
João Pita, gerente de Negócios Aéreos de GRU Airport (Foto: Ana Azevedo)
João Pita, gerente de Negócios Aéreos de GRU Airport (Foto: Ana Azevedo)

Após resultados recordes, o GRU Airport apostará em mais rotas diretas na América do Sul. Pelo menos é essa a posta da concessionária do Aeroporto Internacional de São Paulo. Durante a WTM Latin America, a aposta na expansão da malha aérea, aliás, também visa roteiros domésticos.

Apenas em 2018, o terminal movimentou 42,2 milhões de passageiros. E, apenas no último mês de janeiro, foram quatro milhões de pax. Contudo, a concessionária visa aumentar a conectividade direta entre os destinos. Afinal, o terminal é responsável por recepcionar o maior número de passageiros na América do Sul.


LEIA MAIS:
+ Linha da CPTM que liga São Paulo ao GRU Airport entra em operação
+ GRU Airport confirma posição de melhor aeroporto do País
+ GRU Airport terá espaço exclusivo para aviação geral

“Temos um número superior de voos diretos entre o Brasil e Portugal, contudo o mesmo não acontece com a América do Sul. Atualmente, é mais complicado para o brasileiro viajar para a Patagônia do que para Lisboa”, exemplifica o gerente de Negócios Aéreos de GRU Airport, João Pita.

Além disso, durante a WTM Latin America, os representantes do aeroporto destacaram a intenção de aumentar o relacionamento com os agentes de viagens. “O GRU conta com diversos serviços que podem ser agregados nas vendas desses profissionais. Como, por exemplo, lounges, guarda-volumes, entre outros serviços.”


Leia também:
Azul inicia voo semanal entre Campinas e Bariloche em setembro
Gol e Map Linhas Aéreas terão voos compartilhados na região Norte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here