Governo de Portugal coloca sinal verde para venda da TAP

Por: Antonio Euryco

A Avianca, como porta-voz do grupo Sindergy,  afirma que não tem a intenção de participar, diretamente ou através de qualquer uma das suas subsidiárias, no processo de privatização da TAP.  Foi o próprio Gérman Efromovich quem assim declarou em Bogotá. Mesmo como um dos possíveis pretendentes mais bem posicionados, depois da consulta ao memorando preparado,  o grupo  decidiu recuar. A empresa colombiana segue assim as desistências já formuladas pelo grupo IAG (British e Ibéria), e a Lufthansa.

 

Então, quem restou…?.  Segundo a imprensa portuguesa desta quarta (19),  os outros nomes que continuariam mais cotados  seriam a Etihad Airlines e também um investidor asiático, não especificado. Sobre a Latam (LAN e TAM) nenhuma palavra a mais.

O Governo de Portugal  que nesta terça promulgou a privatização, conforme ato do presidente Cavaco Silva., apresenta agora o sinal verde para que a  venda da TAP sejá articulada com a da gestora aeroportuária ANA, que também está marcada para este ano.  A data de 7 de novembro estava programada inicialmente para a apresentação das propostas, porém isto poderá ser antecipado para o mês de outubro, o que habilitaria com maior tempo o fecho da privatização ainda em 2012.

 

 

 AE

 

Deixe uma resposta