Iberostar tem faturamento de 2,3 bilhões de euros em 2019; veja planos

A rede contou com histórico de geração de empregos e continuou trabalhando a sustentabilidade em seus projetos

0
(Foto: Divugação)

O Grupo Iberostar encerrou o ano de 2019 com um faturamento de 2,3 bilhões, 5% superior em relação a 2018, além de criar mais de 2 mil empregos, superando a marca de 34 mil funcionários em escala global. Para este ano, o grupo está focando na consolidação de sua liderança do turismo responsável, bem como na abertura de 11 novos hotéis.

No ano passado, a rede lançou a reserva de quartos mediante um sistema de voz, integrando parte de seu inventário no Google Assistant. Além disso, a empresa também reforçou sua rede de colaboradores baseados em tecnologia, entre os quais se destaca o acordo com a Amazon para entregar as compras ao cliente diretamente nos hotéis.

A empresa também criou a área de Data Analytics & Transformation Office (Dato), concebida para centralizar e gerenciar a informação de cada unidade de negócio, oferecendo uma visão conjunta e integrada dos dados que permita aproveitar seu potencial e melhorar a tomada de decisão.

Do ponto de vista comercial, a rede também está transformando-se. A cadeia hoteleira sempre teve fortes laços com a distribuição, os quais continuam crescendo e foram ampliados por meio de novas parcerias em permanente e rápida evolução. Da mesma forma, e como complemento à distribuição, a empresa continua desenvolvendo seu canal direto, crucial em sua estratégia, permitindo um maior conhecimento e vinculação com o cliente.

O crescimento do número de hotéis de cidade se dá com três grandes aberturas:

  • Iberostar Grand Fontana di Trevi, um cinco estrelas no centro de Roma
  • Iberostar Selection Teatro Albéniz, cinco estrelas e segundo hotel em Madri
  • Iberostar Selection Miraflores, um quatro estrelas em Lima, Peru

Os novos estabelecimentos fazem parte do segmento cidade da rede, que reúne hotéis em centros urbanos.

O Grupo Iberostar também continua apostando em destinos tradicionais como Maiorca, onde já soma 17 hotéis e incorpora o hotel Iberostar Heritage Llum Portocolom, um cinco estrelas localizado em um porto de pescadores e decorado com materiais orgânicos, e o Iberostar Cala Domingos. Paralelamente, o grupo continua crescendo em Montenegro com três novos hotéis:

  • Iberostar Bijela Delfin
  • Iberostar Bijela Park
  • Iberostar Selection Kumbor

Além disso, a empresa continua apostando em Cuba com três novos hotéis:

  • Iberostar Selection Almirante, na praia de Guardalavaca;
  • Iberostar Selection Esmeralda em Cayo Cruz
  • Iberostar Bella Costa na praia de Varadero

O ano de 2020 também será crucial para o avanço e a consolidação dos novos projetos em Los Cabos e Litibu (México), Aruba, entre outros.

  • Ainda neste ano, serão abertos completamente renovados os hotéis:
  • Iberostar Royal Andalus, na praia da Barrosa (Andaluzia, Espanha)
  • Iberostar Hacienda Dominicus (Bayahibe, República Dominicana)

Ambos se unem à recente abertura, após uma profunda revitalização, do Iberostar Selection Bávaro e do Coral Level at Iberostar Selection Bávaro.

“Graças ao esforço de todos, nos tornamos referência em turismo responsável baseado na qualidade. Nossa concepção de turismo responsável responde a uma visão holística e, portanto, transcende através de todos os processos. E nada disso aconteceria se não contássemos com o melhor talento e com uma forte inteligência comercial e tecnológica”, afirma Sabina Fluxá, vice-presidente e CEO do Grupo Iberostar.

Grupo Iberostar: 2030

O grupo avança sem descanso nos três pilares do movimento Wave of Change: eliminação do plástico de uso único rumo a uma economia circular, fomento do consumo responsável de pescados e cuidados da saúde costeira. Dentre as conquistas, destacam-se:

  • O plástico de uso único foi eliminado de todos os quartos em escala global, permitindo economizar 523 toneladas de desperdícios plásticos, ao longo de 2019
  • Foi a primeira rede hoteleira na Espanha e a quarta na Europa que conseguiu obter o certificado de rede de custódia de pescado sustentável. Atualmente conta com sete restaurantes certificados na Espanha, México e República Dominicana. Nos primeiros 18 meses de certificação, foram consumidas 130 toneladas de pescado sustentável e certificados 75 novos produtos específicos. 15% de seus fornecedores, que proporcionam mais de 60% do volume consumido, também foram certificados.
  • A empresa avança em pesquisa da saúde costeira em seu laboratório de corais, localizado na República Dominicana, inaugurado em junho 2019.
  • A Iberostar del Mar, que o Grupo criou em colaboração com a Universidade das Ilhas Baleares (UIB), concedeu este ano dez bolsas para o estudo da ecologia marinha.

Em 2020, o Grupo Iberostar coloca a economia circular no centro de sua estratégia, como demonstra a adesão da empresa à plataforma CE100 da Fundação Ellen MacArthur. Tal adesão significa fazer parte de um programa de inovação pré-competitivo para implementar iniciativas inovadoras no setor turístico. Além disso, o grupo se uniu, em dezembro de 2019,  à campanha Business Ambition for 1.5 °C, liderada pela ONU, para ter zero emissão de carbono antes de 2050.

A agenda 2030 ainda conta com três objetivos principais e cinco grandes compromissos. Os objetivos envolvem:

  • Satisfazer a visão compartilhada com os clientes sobre turismo responsável e ampliar o número daqueles que escolhem os hotéis da rede devido ao valor diferenciado proporcionado pelo movimento Wave of Change
  • Continuar liderando o caminho rumo a um turismo cada vez mais responsável
  • Aumentar o envolvimento do setor privado no cuidado dos oceanos

O cumprimento desses objetivos só será possível por meio da colaboração de toda a rede do Iberostar que inclui funcionários, clientes, fornecedores, empresas parceiras e administrações.

Os cinco grandes compromissos são:

  • Todos os hotéis Iberostar estarão livres de plástico de uso único até o final de 2020, livres de resíduos até 2025 e neutros em emissões de carbono até 2030.
  • O consumo de pescados e frutos do mar no Iberostar será 100% proveniente de fontes responsáveis até 2025.
  • O Iberostar Group investirá na saúde dos ecossistemas em torno de todos os seus hotéis comprometendo-se a melhorá-la até 2030, aumentando a qualidade turística dos destinos.
  • 90% dos clientes hospedados nos hotéis Iberostar conhecerão o movimento Wave of Change até 2023 e este será um dos principais fatores para que 60% dos clientes escolham o Iberostar até 2025.
  • O dobro de hotéis que o Grupo Iberostar tem no portfólio adotará a certificação de turismo responsável própria da cadeia hoteleira ou de empresas parceiras verificadas até 2030

“A indústria está respondendo com compromissos ambiciosos: desde a criação de uma nova economia para o plástico no turismo até o estabelecimento de objetivos visando a neutralidade do carbono em todo o setor. A rede vai além, pois também buscamos melhorar a saúde de todos os ecossistemas até 2030, assumindo que são necessárias ações mais urgentes para proteger a biodiversidade oceânica”, declara Gloria Fluxá, vice-presidente e diretora de Sustentabilidade do Grupo

Em relação ao cuidado integral das pessoas, o Grupo Iberostar fez importantes investimentos em 2019 destinados a inovar de forma consciente produtos e serviços criados nesse sentido:

  • Honest Food, a gastronomia orientada para o bem-estar. Baseada no consumo de produtos frescos e naturais, elaborados de forma caseira; com respeito por aquilo que comemos e pelo meio ambiente, e no desejo de descobrir novas culturas e destinos através da cozinha
  • Aliveness, um conceito que proporciona uma experiência saudável tanto dentro quanto fora do hotel visando reconectar-se consigo mesmo
  • Star Camp, um entretenimento infantil que educa através de valores enquanto a criança se diverte e se aproxima da natureza

Focados na transformação

A mudança tecnológica, que determina o roteiro geral das empresas, também está modificando muitos processos da empresa, como garante Javier Delgado Morza, diretor comercial e digital do Grupo Iberostar.

“Procuramos tirar o máximo partido das novas oportunidades que as adaptações e transformações de negócio sempre envolvem. Para a rede, o maior desafio é poder ‘seguir’ o usuário, adaptar-se às suas preferências de uma forma rápida e satisfatória. A velocidade das mudanças se acelera e só as organizações que saibam acompanhá-las, incorporando-as no seu DNA, continuarão sendo relevantes e bem-sucedidas no futuro”, destaca Morza.

Entre outras inovações, o Grupo Iberostar lançou em 2019 a reserva de quartos mediante um sistema de voz, integrando parte de seu inventário no Google Assistant. Em 2019 a empresa também reforçou sua rede de colaboradores baseados em tecnologia, entre os quais se destaca o acordo com a Amazon para entregar as compras ao cliente diretamente nos hotéis.

A empresa também criou a área de Data Analytics & Transformation Office (DATO), concebida para centralizar e gerenciar a informação de cada unidade de negócio, oferecendo uma visão conjunta e integrada dos dados que permita aproveitar seu potencial e melhorar a tomada de decisão.

Do ponto de vista comercial o Grupo Iberostar também está transformando-se, pois a cadeia hoteleira sempre teve fortes laços com a distribuição, os quais continuam crescendo e foram ampliados através de novas parcerias em permanente e rápida evolução. Da mesma forma, e como complemento à distribuição, a empresa continua desenvolvendo seu canal direto, crucial em sua estratégia, permitindo um maior conhecimento e vinculação com o cliente.


Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here