Ilhabela desenvolve estudo e define perfil de seus visitantes; confira

De acordo com o estudo, 59,4% dos visitantes já foram ao município mais de cinco vezes e o gasto médio diário é de R$ 258
Ilhabela

Ilhabela está trabalhando em projetos a fim de incrementar o turismo durante os 365 dias do ano, vencendo a sazonalidade com atrações em terra e mar, incluindo trilhas pela reserva de Mata Atlântica e suas cachoeiras, esportes náuticas, avistamento de baleias e observação de pássaros, sem contar a valorização da cultura e gastronomia caiçara. É isso o que a prefeitura está executando por meio da análise de pesquisa inédita feita durante o mês náutico de julho.

Entre os números apurados, é possível verificar o acerto em investir em atrações diferenciadas. No entanto, a prefeitura está armazenando mais informações para cruzar alguns dados adicionados e, por isso, manteve em andamento uma nova pesquisa durante o Festival do Camarão, que aconteceu até o último domingo (25).


LEIA MAIS:
+ Abeta Summit destaca turismo de aventura e natureza em Ilhabela
+ Ricardo Fazzini anuncia saída da pasta de Desenvolvimento Econômico 
+ Ilhabela investe em infraestrutura para alavancar turismo

“Baseados em informações precisas, teremos mais e melhores ferramentas para incrementar o turismo de Ilhabela, tanto para os visitantes como para os moradores, que precisam e merecem variadas opções de lazer. Os resultados comprovam que o slogan Vida Natural está em sintonia com os nossos objetivos e os anseios das pessoas”, avalia Bianca Colepicolo, secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo do município.

De acordo com a análise, entre as atividades náuticas, passeio de escuna e ir à praia são as preferidas, segundo 94,6% e 74,2%, respectivamente. Contudo, a chegada de baleias jubartes no litoral norte paulista nos últimos anos fez crescer o interesse pelo avistamento do mamífero, citado como opção por 57,4% das pessoas. Entre os esportes, os campeões são caiaque/stand up paddle, com 55,4%, e mergulho, com 52,1%.

Quando o assunto são atrações em terras, o Parque Estadual e as quedas d’água estão no centro das atenções. Dos entrevistados, 67,4% declararam já ter feito caminhadas ou pretendem se aventurar pelo verde de Ilhabela, seguido pelos passeios de jeep, com 64,3%, e pedal, com 58,3%. Além disso, segundo a pesquisa, 35,9% das pessoas se dedicam ou pretendem se dedicar a observação de pássaro. A expectativa é que a atividade cresça ainda mais com o projeto Birdwatching, que prevê criação de estrutura específica.

O estudo ainda mensurou dados para entender quem são as pessoas que visitam Ilhabela. Os dados apontam para a fidelidade dos turistas, porque 59,4% dos turistas entrevistados visitaram a ilha mais de cinco vezes. A maioria viaja em família – representando 61,4% do montante – e divide hospedagem entre hotéis e pousadas, segundo 31% da parcela, e casa de amigos, conforme 24,6%. Mais de um quarto dos visitantes (28,3%) ficam por mais de sete dias e o gasto médio diário é de R$ 258.

A pesquisa ouviu mil pessoas no Race Village, espaço de convivência instalado no Centro Histórico da Vila em junho, mês em que são realizados eventos, como as tradicionais Semana de Monotipos e Semana Internacional de Vela em Ilhabela. O estudo foi realizado pelo Observatório do turismo, sob supervisão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo do município.


Leia também:
GP Hotéis comemora abertura da Ilhabela Pousada Boutique
Ilhabela terá praias com internet gratuita no Réveillon
Ilhabela espera chegada de 250 mil turistas na próxima temporada de cruzeiros

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui