Israel suspende todas as restrições relacionadas à covid-19

Israel aberta ao turismo
Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém

O Ministério da Saúde de Israel informou que todas as restrições relacionadas à covid-19 serão suspensas na próxima semana. A medida vale a partir de terça-feira, 1º de junho, e coincide com programa-piloto que permite a visitação de turistas estrangeiros vacinados ao país, iniciado em 23 de maio.

Com a decisão, Israel deixa de exigir a prova de vacinação para entrada em diversos locais e suspende os limites de lotação em restaurantes, lojas e demais estabelecimentos. Também não haverá mais determinação de número de participantes em reuniões, dentro ou fora de casa.

A exigência de usar máscaras em ambientes fechados, entretanto, continua em vigor pelas próximas duas semanas. Após esse período, os especialistas nacionais de saúde irão avaliar se a prática permanecerá. As regras que regem as viagens internacionais também permanecem intactas, o que significa que visitantes do Brasil e de outras seis nações ainda estão impedidos de entrar no país. Junto com o País na lista, estão Ucrânia, Etiópia, África do Sul, Índia, México e Turquia, segundo dados oficiais atualizados no último dia 20.

O comunicado também traz os requisitos exigidos para a entrada de estrangeiros vacinados ou recuperados. A notícia é resultado de um programa de vacinação bem-sucedido que praticamente eliminou o vírus em território israelense. O número atual de casos diários de Israel, com base em uma média semanal, caiu de 8,6 mil no pico da crise de saúde para apenas 27 nesta semana, com 510 infecções ativas.

Deixe uma resposta