Isto é MS: aborda estratégias de vídeo marketing na promoção turística

76% das empresas que utilizaram estratégia de videomarketing tiveram aumento de acesso no site

0

Nesta quarta-feira (20), Camilo Coutinho, CEO do Double Play Mídia falou sobre o uso dos vídeos como ferramenta de promoção de marketing. O encontro acontece durante o seminário Isto é Mato Grosso do Sul, no centro de convenções do estado.

Segundo Coutinho, uma estratégia bem definida, métricas, conhecimento de público, relevância de conteúdo e foco, são itens necessários para produzir vídeos de qualidade “O maior erro das pessoas é achar que é só sacar o celular do bolso, gravar qualquer coisa e por não conseguir vender, pensar que não é para ele”

Na produção do conteúdo audiovisual, a estrutura com começo, meio e fim e relevância, fazem do vídeo uma ferramenta de interesse e disseminação de informações. “Conecte-se com o seu público, fale diretamente com ele e fale a linguagem dele. Mostre a estrutura do seu hotel, a sua cultura, o que fazer na cidade, quais as curiosidades e características típicas, reforça.

O encontro contou também com a presença de Thiago Akira, consultor em Marketing Turístico Digital. Segundo dados da Statista (2018), em 2020 80% do tráfego da internet estará concentrado em vídeos.

“Produção de vídeo tem que estar alinhado com a jornada do consumidor. Topo, meio e fundo de funil”, afirma. A referência utilizada pelo participante se refere ao interesse do consumidor em diferentes níveis: muito interessado, pouco interessado e não interessado.

Os dados da Statista apontam ainda que  78% do consumo semanal das pessoas provém de conteúdo em vídeo. 90% utilizam essa ferramenta para tomar decisões de consumo. Nas plataformas, 71% dos usuários do instagram tem menos de 35 anos e 83% utilizam a plataforma para descobrir novos produtos.

“O produto não é só o hotel, não é só o atrativo. O turista sabe quando o hotel está bem integrado no local e quando ele vai ter que se virar só para encontrar atividades para fazer. É preciso uma conexão entre os estabelecimentos, mesmo que seja entre concorrentes”, declara Akira.

Tecnologia e plataformas

Uma das dicas é utilizar as câmeras de tecnologia 360° para o turista gravar imagens e levar para casa a produção. Dessa maneira, quando sentir desejo, o viajante poderá, com o auxílio de um óculos de imersão em realidade virtual, reviver os momentos da viagem.

Os filtros de realidade aumentada do Instagram e outras aplicações é também são alternativa criativa para apresentar atrativos digitais personalizados. Os formatos adaptáveis a diferentes plataformas como uma timeline, storie ou a visualização completa devem ser levados em consideração, pois permitem a flexibilidade do conteúdo sem perder qualidade visual.

O youtube é atualmente a maior fonte de consumo de vídeo (83%), no entanto, 40% desse consumo é feita via dispositivos mobile.  A segunda maior plataforma de reprodução, o Facebook é responsável pela visualização de 67% dos vídeos, dentre eles as lives.

Estratégias

Outra dica do Thiago é a estratégia 70/20/10, utilizada pela Coca-Cola. Nela, 70% do conteúdo é garantido, ou seja, que se for publicado terá sucesso. 20% dedicado a publicações pouco inovadoras, uma mistura do convencional com inovação. Por último, 10% de conteúdo completamente inovador.

A Statista aponta também que 76% das empresas que utilizaram estratégia de videomarketing tiveram aumento de acesso e 80% das landing pages que continham vídeos, aumentaram a conversão de clientes.

Brasilturis Jornal viaja a convite da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, com proteção Affinity.


Leia mais
+Isto é MS: pontua os impactos econômicos da pesca esportiva
+Isto é MS premia profissionais do turismo; veja fotos
+Isto é MS: geração de rendas com trilhas de longo percurso


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here