Latam lucra US$ 149 milhões no 4T18 e tem melhor resultado desde 2012

No consolidado de 2018, lucro ficou em US$ 182 milhões, melhor resultado desde a criação da empresa, que nasceu em 2012 da fusão da Lan do Chile e da brasileira Tam

1
O A320 da Latam que voa a nova rota entre Porto Alegre e Santiago (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

O Grupo Latam registrou um lucro líquido de US$ 149 milhões no quarto trimestre de 2018. Segundo o relatório divulgado, a companhia destaca o período obteve os melhores resultados desde 2012 – quando a empresa foi remodelada em sua forma atual.

Ao todo, o lucro de 2018 da Latam ficou na casa dos US$ 182 milhões. Mostrando, assim, que a aérea dependeu fortemente nos meses finais do ano. Visto que foi necessário compensar o que foi difícil para as companhias aéreas na América Latina. A região, aliás, foi atingida por moedas fracas nos mercados emergentes e altos preços do petróleo.

Além disso, o grupo teve um resultado operacional de US$ 295,2 milhões no quarto trimestre de 2018. Registrando, assim, uma alta de 9,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

LEIA MAIS:
+ Latam aumenta frequências para Rio e Manaus a partir de São Paulo
+ Latam suspende rota São Paulo – Munique; entenda
+ Club Latam premia agências parceiras de 2018; veja os premiados

Vale destacar que a receita total da empresa no quarto trimestre foi de US$ 2,78 bilhões, uma alta de 0,8% em relação a 2017. Ao longo do ano passado, as receitas chegam a US$ 10,3 bilhões, crescendo 2% na comparação com o mesmo período de 2017.

A Latam informou que os resultados de 2018 foram os melhores desde a criação da empresa. Isso aconteceu em 2012, momento em que houve a fusão da Lan, companhia chilena, com a brasileira Tam. Na ocasião, as duas eram as maiores companhias aéreas em seus respectivos países.

Outros dados

As operações domésticas brasileiras, que responderam por 27,9% da receita total de passageiros no trimestre, tiveram um crescimento de 4,4% na oferta total. Além disso, a receita unitária aumentou 6,5%. Já a demanda (RPK) cresceu 3%, resultando em uma queda de 1,1 ponto percentual da taxa de ocupação, para 83,6%.


Leia também:
– Gol e outras aéreas suspendem operações com o Boeing 737-800 Max
– United intensifica rotas domésticas para a Flórida; confira

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here