Linha da CPTM que liga São Paulo ao GRU Airport entra em operação neste sábado

Maior viaduto ferroviário estaiado em curva do mundo - 690 metros - Linha 13 da CPTM (foto: Reprodução/Instagram cptm_oficial)

Por Felipe Abílio

Após treze anos de atraso, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vai dar início às operações da linha 13-Jade, que ligará a capital ao Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro (GRU), em Guarulhos, no próximo sábado (31).

Durante o mês de abril, os trens vão circular de forma experimental das 10h às 15h com intervalos de 30 minutos, somente aos sábados e domingos gratuitamente. Em maio, a operação acontecerá diariamente, ainda restrito ao horário inicial. O trajeto levará 15 minutos. Depois desse período, começará a operação comercial, com cobrança de tarifa de R$ 4. “No momento, estamos em fase final de testes estáticos e dinâmicos de carga e de sistemas”, disse a CPTM em nota enviada ao Brasilturis.

Com 12,2 quilômetros e três estações (Engenheiro Goulart, Guarulhos – Cecap e Guarulhos – Aeroporto), o percurso está integrado à Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana), na capital paulista. A previsão é que a nova linha atenda até 120 mil passageiros por dia útil e beneficie os moradores das duas maiores cidades do estado, além de atender a turistas e profissionais que vêm a São Paulo para negócios.

Connect em 35 minutos

A partir do terceiro mês de funcionamento, a operação passará a ser regular e funcionar das 4h à meia-noite. Nesse período também está previsto para começar a funcionar o Connect, serviço rápido que sairá da Estação Brás da CPTM até a Estação Aeroporto-Guarulhos e funcionará somente nos horários de pico, sem a necessidade de baldeação na Estação Engenheiro Goulart. O trajeto terá cerca de 35 minutos e o valor da tarifa será o mesmo do trem metropolitano, que hoje custa R$ 4.

Airport Express

Já em julho, a previsão é que entre em operação o serviço Airport Express que levará os usuários direto entre as estações Aeroporto-Guarulhos e Luz, onde há transferência gratuita para as linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM e para as linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô. O trajeto será realizado em cerca de 35 minutos e os trens partirão em quatro horários programados nos dois sentidos. A tarifa será diferenciada e o valor ainda não foi definido.

Atrasos na entrega

Desde o início dos anos 2000, o governador Geraldo Alckmin vem adiando a entrega do projeto que, inicialmente, seria concluído em 2005. Na gestão de José Serra (PSDB), a entrega foi anunciada para 2010, depois prometida para inaugurar durante a Copa do Mundo de 2014. Em 2015, o governo se comprometeu a entregar a nova linha até o fim de 2017 – mas, em setembro do ano passado, alterou a data para março de 2018.

“As obras da Linha 13 tiveram início no final de 2013, com prazo de conclusão em 2015, com a promessa do Governo Federal de recebimento de recursos do PAC da Mobilidade. Como esses valores nunca foram liberados, o Governo do Estado levou mais tempo para buscar outras fontes de recurso para implantação”, justificou a CPTM, em nota.

Os primeiros testes das composições foram realizados na última quinta-feira (22/3), sem aviso oficial por parte da CPTM. O momento foi flagrado pela página Paparazzi Ferroviário no Facebook.

 

Deixe uma resposta