Low costs vão liderar cenário pós-covid, segundo Global Data

De acordo com o levantamento da Global Data, as low costs contam com alto grau de resiliência e flexibilidade para a pós-pandemia

low costs

As companhias aéreas low costs auxiliarão na recuperação pós-covid e ajudarão a revitalizar a demanda. Corte de custos e capacidade de resposta operacional farão com que essas operadoras se movam rapidamente para absorver a demanda reprimida e capitalizar quaisquer oportunidades antes de outras companhias aéreas modelo de alto custo, diz Global Data, uma empresa líder de dados e análise.

A pandemia de covid-19 ampliou as preocupações dos consumidores em relação às finanças pessoais. A última pesquisa de recuperação da Global Data mostrou que, globalmente, surpreendentes 87% dos entrevistados estavam “extremamente”, “bastante” ou “ligeiramente” preocupados com sua posição financeira pessoal.

“Essas transportadoras [low costs] agora podem operar rotas com custo positivo com uma taxa de ocupação menor do que antes, o que é extremamente importante com os atuais níveis baixos de demanda”, comenta Gus Gardner, analista de viagens e turismo da Global Data.

As low costs vem mostrando alto grau de resiliência e flexibilidade para planejamento de rede e implantação de aeronaves. Os acordos de venda e leaseback firmados pela Easyjet, por exemplo, proporcionaram à empresa a possibilidade de melhor responder às mudanças na demanda nos próximos anos.

“As tarifas baixas oferecidas pelas LCCs atenderão melhor à crescente necessidade de acessibilidade. E Essas companhias aéreas provavelmente ganharão uma posição mais forte no mercado como resultado da pandemia. Com as viagens de lazer mais propensas a se recuperar primeiro e a curta distância do LCC, as redes ponto a ponto serão mais adequadas para viajantes cautelosos em relação à pandemia que procuram viagens mais perto de casa”, conclui Gardner.

Deixe uma resposta