Lufthansa terá cinco voos semanais entre São Paulo e Frankfurt em junho

Companhia planeja oferecer 106 voos em junho para ampliar as possibilidades de conexões a partir de Frankfurt

(Foto: Divulgação)

A partir de 1º de junho, o grupo Lufthansa passa a oferecer cinco voos semanais na rota entre São Paulo (GRU) – Frankfurt (FRA), duas frequências a mais em relação à oferta atual. A companhia também passará a oferecer conexões para 106 destinos na Europa – rotas na Alemanha, França, Grécia, Itália, Espanha e Suíça.

Também estão planejados voos para Tel Aviv (Israel), conexões para Dubai (Emirados Árabes), Mumbai (Índia), Joanesburgo (África do Sul), Abuja e Port Harcourt (Nigéria). Ao longo de junho, serão operados 1.800 voos semanais pelas companhias aéreas do grupo – Lufthansa, Swiss, Austrian Airlines e Eurowings.

“O Lufthansa Group está comprometido em servir o Brasil, auxiliando os clientes que necessitam viajar a alcançar seus destinos de maneira segura. São Paulo foi um dos únicos destinos no mundo que manteve operações ininterruptas, mesmo que reduzidas, desde o início da pandemia, o que demonstra a importância desta rota para a Lufthansa e a força do mercado brasileiro para o grupo”, afirma Tom Maes, diretor sênior de Vendas para América do Sul.

A partir de junho, os voos da Lufthansa partirão do Aeroporto Internacional de Guarulhos às segundas, terças, quintas, sábados e domingos às 18h15, chegando em Frankfurt às 10h50 do dia seguinte. Os voos de retorno de Frankfurt partirão às segundas, quartas, sextas, sábados e domingos às 22h05, pousando em São Paulo às 04h55 do dia seguinte.

“Acreditamos no BRASIL e, por isso mesmo, decidimos aumentar nossa oferta de voos neste momento, apesar de todos os desafios.”

Tom Maes, diretor sênior de Vendas para América do Sul

Segurança a bordo

As companhias do grupo informam que seguem com rigorosos protocolos de higiene e desinfecção de suas aeronaves. Desde 4 de maio, é mandatório a passageiros e comissários de bordo o uso de cobertura facial durante toda a viagem, com recomendação de prolongar a utilização no aeroporto – antes e após o voo.

Outro compromisso é acomodar os passageiros o mais afastado possível ao longo de toda a cabine nesse momento de diminuição da demanda. Com a obrigatoriedade do uso de máscara, a companhia informa que não será mais preciso deixar vago o assento do meio nas classes Economy/Premium Economy e reforça que a infecção por Covid-19 dentro de uma aeronave é muito pouco provável.

Segundo dados do grupo, não há casos concretos de transmissão dentro dos voos operados. “É importante enfatizar que não há fluxo de ar horizontal no interior das aeronaves, o que garante uma melhor qualidade do ar no ambiente. Além disso, toda a frota está equipada com filtros que removem impurezas como poeira, bactérias e vírus, igualando assim a qualidade do ar das aeronaves à das salas de cirurgia”, relata o comunicado de imprensa enviado à redação do Brasilturis Jornal.

___________________________________________________________

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui