Magda Nassar é aclamada presidente da Abav e comenta metas e ações

A profissional substituiu Geraldo Rocha neste último semestre e aceitou o desafio de assumir a presidência da associação pelo próximo biênio

0
Magda Nassar, presidente da Abav Nacional
Magda Nassar, presidente da Abav Nacional

Na última sexta-feira (6), foi anunciada a aclamação de Magda Nassar como nova presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav Nacional). Com a chapa Inclusão, a profissional segue no comando da entidade pelo próximo biênio 2020/21. Em entrevista exclusiva, Magda nos conta, com mais detalhes, sua futura gestão e a ideia de permanecer à frente da associação. Confira:

Brasilturis Jornal – Por que decidiu continuar à frente da Abav Nacional?

Magda Nassar – Foram quatro anos na Braztoa e meio ano na Abav Nacional, substituindo o Geraldo Rocha. Conversei com algumas pessoas do mercado, entramos em um entendimento, vimos que se trata de um momento delicado e acabei aceitando. É um trabalho que a gente faz, não-remunerado, que prestamos conta, mas que a gente gosta.

A gente quer muito modernizar a Abav pra esse novo mundo, merecemos uma associação estruturada. Além disso, nunca têm mulheres à frente das associações. Como falei: eu gosto muito desse serviço. Tem que gostar dessa vida associativa, mas é um viés temporário, não tenho ambições

BJ – Acredito que desafios nunca acabam. Quais são os novos e velhos obstáculos previstos para esse próximo biênio?

MN – Tem muita coisa acontecendo. Trabalhamos em parceria com outras associações para movimentar ações, como a Lei Geral do Turismo. A gente conversa e negocia com os pleitos de Turismo. Durante esse meio ano na Abav, comecei a trabalhar com várias outras associações e não finalizei esse processo. Por isso, vejo essa reeleição como oportunidade de continuarmos nos desenvolvendo.

Além disso, temos a Abav Expo. Queremos um evento melhor e estamos alcançando vários níveis de excelência. Nosso foco é principalmente olhar para os associados. A gente tem um papel como Abav para com os profissionais, e vice-versa. Mostramos os novos caminhos que as agências devem tomar. Estamos brigando por eles e queremos um retorno. Queremos que eles se associem, elogiando, criticando… Certeza que a gente está trilhando um bom caminho.

BJ – Qual a visão Magda de gerir a partir de agora?

MN – Eu não mudei muito. Acredito que agora eu tenha uma visão mais ampla do que eu tive nos últimos anos, porque é um trabalho que eu faço para o Brasil todo. Isso me fascina. A gente também tem um hub muito importante, que é São Paulo, bem como o interior paulista. A gente sempre olhou para esses hubs maiores.

É uma amplitude de mapa e que nos ensina como a gente deve fazer, possibilitando trocas super bacanas sobre os destinos, os estados, o que fazer em cada um deles. Temos que começar a olhar as transformações que estão ocorrendo e auxiliar quem está mais atrás e aprender com os que estão mais à frente.

A gente quer trazer mais conhecimento, mais informação, mais soluções práticas para as agências. Então mantemos um contato com as empresas e com os presidentes das associações estaduais. O mercado está animado, estão com ar de otimismo.

BJ – Já podemos ter algumas novidades e surpresas para a Abav Expo deste ano?

MN – O evento anual reúne mais de 30 mil visitantes e tem muita coisa nova acontecendo, com viés de tecnologia. Este ano, fizemos um evento que foi um sucesso e vamos continuar fazendo coisas novas dentro do nosso dia a dia. Anunciaremos mais novidades no próximo semestre.

A Abav Expo é a primeira feira do setor a realizar uma Black Friday. Negócios foram feitos, teve geração de negócios imediatos. Além da Black Friday, colocamos uma ciclovia dentro do evento e criamos vivências. Surpreendemos e vamos continuar surpreendendo, consolidando como o maior e melhor.

É importante também lembrar que não adianta só receber pessoas. Fomos responsáveis pela capacitação de 5 mil profissionais, que fizeram treinamentos e participaram de painéis. São pessoas descobrindo o mundo do turismo, que está tomando a atenção de demais segmentos. O clima de otimismo está muito forte e as pessoas estão nos procurando. Quem não foi no evento, sabe que perdeu muita coisa importante e fará o possível para comparecer nas próximas edições. É muito orgulho.


Leia também:
– Latam terá frequência São Paulo-Chapecó (SC); veja
– Abla anuncia diretoria para o biênio 2020/2021; conheça
Emirates opera primeiro voo para o México e tem ocupação total da rota

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here