Malai Manso investe R$ 10 milhões em ampliação de centro de eventos

De acordo com Ricardo Gouveia, diretor comercial do empreendimento, o foco do Malai Manso é atrair maior número de eventos de grande porte
Ricardo Gouveia, diretor comercial do Malai Manso Resort (Foto: Felipe Lima)

Chapada dos Guimarães/MT – Na tarde desta quinta-feira (23), o Malai Manso Resort, situado na Chapada dos Guimarães, a um pouco mais de uma hora de Cuiabá (MT), anunciou detalhes sobre a expansão de seu Centro de Convenções, anunciado no primeiro semestre do ano passado.

Atualmente, o empreendimento conta com um área de evento, capaz de atender até 480. Com essa ampliação, que conta com o investimento de R$ 10 milhões, esse número chegará a 1.880. A inauguração está prevista para novembro.

De acordo com Ricardo Gouveia, diretor comercial do Malai Manso, eventos representam 40% da sua receita. Com essa ampliação, a ideia não é aumentar essa participação, já que deseja que o lazer venha a crescer de forma proporcional. “Em 2019, realizamos 180 eventos de pequeno e grande porte. Não queremos focar na quantidade, mas no tamanho. Queremos atrair os eventos maiores e gerar, consequentemente, maior receita”, declara o executivo.

O Centro de Convenções terá uma área total construída de 3.015 metros quadrado. A ideia é que esse espaço se adeque a todos os perfis de eventos, como exposição de automóveis, festas sociais – como casamentos e aniversários – e ações em formato auditório. Serão três espaços:

  • Ballroom Pantanal
  • Ballroom Cerrado
  • Espaço Amazônia

Os espaços serão moduláveis e poderão se transformar em até 11 ambientes de eventos de distintos tamanhos e perfis, como convenção e congressos.

“Decidimos ampliar nossa área por conta da alta demanda que recebíamos e que não estávamos dando conta. Vimos, nessa decisão, a possibilidade de expandir nossos negócios e atrais novos eventos e mercados”, avalia Gouveia.

Ricardo Gouveia e Paulo Vinicius Capistrano, engenheiro responsável pelo projeto, demonstram as obras em andamento (Foto: Felipe Lima)

O executivo ainda afirma que 60% dos eventos sediados atualmente são do mercado de agronegócios, motivados principalmente por se tratar do principal motor econômico da região. No entanto, setores farmacêutico e automobilístico atraem o meio de hospedagem. Para isso, a ideia é contar com o apoio de escritório situadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Brasília. “O objetivo deles é atrair eventos para o Malai Manso”, reforça o direto comercial.

Ainda de acordo com o executivo, estima-se que o investimento realizado de R$ 10 milhões na ampliação do Centro de Convenções – com obras que durarão cerca de um ano – venham a ser recuperado dentro de seis anos.

Malai Manso: reforço sustentável

O novo prédio contará com energia gerada pelo parque solar recém-inaugurado e em operação dentro do próprio resort, que conta com 1.170 milhão de metros quadrados, sendo 45 mil metros quadrados de área construída. Ao todo, são 6.616 placas solares responsáveis por 350 mil KW por mês.

Além dessa ação, o Malai Manso Resort também atua com outras ações de apoio ao meio ambiente, como:

  • Centro de tratamento de esgoto
  • Conversão de restos de alimentos em adubo
  • Reciclagem de lixo
  • Preservação animal

A reportagem viaja a convite do Malai Manso Resort


Leia também:

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui