Maratonistas podem conhecer vitivinícolas no Nordeste

Por: Rafael Lima

 

A paisagem árida da caatinga, com seus cactos, xiquexiques e mandacarus, esconde a segunda maior região produtora de vinhos do Brasil. Graças a um moderno sistema de irrigação, o Vale do Rio São Francisco das histórias de Euclides da Cunha ganhou grandes extensões de parreirais cheias de viço, unindo o sabor das bebidas produzidas à riqueza da culinária nordestina. Um prato cheio para quem gosta de conhecer o mundo correndo. Com a Wine Run, meia maratona que agitará a região entre 15 e 17 de novembro, os atletas-turistas poderão desbravar esse lado pouco conhecido do Nordeste, às margens do Velho Chico.

 

Atualmente, 15 vitivinícolas estão instaladas no Vale do São Francisco, formando a rota do vinho nordestina, com estrutura ideal para visitação. Um dos destaques é a vitivinícola Santa Maria, da Vinibrasil, em Lagoa Grande, a 40 minutos de Petrolina (PE). É a produtora dos vinhos Rio Sol, únicos no mundo cultivados no paralelo 8. Para os participantes da Wine Run, a visita já está inclusa na programação do evento.

 

“Aqui você pode enxergar as quatro estações do ano e os quatro estágios de formação das uvas”, garante André Arruda, diretor comercial da Vinibrasil. Graças ao clima tropical, os visitantes observam desde a formação dos primeiros cachos até as uvas já maduras que darão origem ao vinho, oportunidade que causa surpresa. O passeio pela propriedade da Santa Maria, onde a caatinga e as árvores tropicais convivem com as videiras, segue pela adega, onde é mostrado o processo de engarrafamento, com um mini curso sobre vinhos.

 

No final do passeio, os turistas podem almoçar na casa-sede, às margens do São Francisco, desgustando espumantes e pratos típicos a base de cabrito, frango e peixe. A paisagem exuberante do local também poderá ser vista na TV Globo, em janeiro de 2014 – a fazenda foi o cenário escolhido para as filmagens da minissérie Amores Roubados.

 

Rota das águas e dos vinhos

 

Outro passeio obrigatório é o Vapor do Vinho, também incluso na programação de quem vai participar da Wine Run. O roteiro geralmente começa em Juazeiro (BA) e segue para o município de Sobradinho, de onde o turista parte numa embarcação típica rumo ao Lago de Sobradinho, para conhecer a barragem e passar pela eclusa (um tipo de elevador de águas). Ao som de música regional e poesias recitadas pelos tripulantes, o barco vai até a vinícola Ouro Verde em Casa Nova (BA). No local, propriedade da Miolo, uma das principais produtoras de vinho do País, os visitantes aprendem mais sobre a elaboração dos diferentes tipos da bebida e visitam a destilaria para observar a produção de brandy.

 

“Como o Rio São Francisco está muito cheio, nesta época, o passeio em novembro vai se inverter e começar pela nossa vinícola”, explica Flávio Durante, gerente da Miolo. As visitas à vinícola Ouro Verde podem ser feitas de segunda a sábado. “O interesse pela nossa região vem crescendo tanto que estamos pensando em abrir a visitação também aos domingos. Os visitantes sempre se surpreendem muito ao saber que aqui temos mais de uma safra, o que não acontece em nenhuma outra região no mundo”, ressalta.

 

RL

Deixe uma resposta