Marcelo Álvaro defende Cânions do Sul como geoparque da humanidade

O ministro aproveitou a missão internacional em Paris para destacar o atrativo e visa promover salto de visitação nos Cânions do Sul

0

Durante missão internacional em Paris, Marcelo Álvaro Antônio, ministro do turismo, esteve na sede da Unesco para defender a candidatura dos Cânions do Sul, na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, como geoparque da humanidade. De acordo com as autoridades do turismo regional, o título de geoparque do planeta deve promover um salto na visitação das atuais 500 mil para três milhões de pessoas por ano.

“O reconhecimento de uma entidade como a Unesco é fundamental para potencializarmos o turismo na região. Tenho certeza de que obteremos êxito nessa missão. O nosso desafio é aliar conservação dos nossos atrativos naturais com desenvolvimento”, completou Álvaro.

A reunião do ministro foi com a diretora Shamila Nair-Bedouelle, responsável pela área que cuida da Rede de Geoparques da Unesco, que elogiou a iniciativa do Brasil em Pleitear a inclusão do Cânions do Sul na lista. “O Brasil está certo em apresentar as suas riquezas naturais para o Brasil e o mundo por meio do turismo responsável”, afirmou Shamila.


LEIA MAIS:
+ MTur: Agências de viagens de São Paulo contratarão mais agentes
+ MTur reforça candidatura do Rio de Janeiro para sediar Fórmula 1
+ MTur revela destinos brasileiros mais procurados em junho e julho

Durante o encontro com, a diretora ainda afirmou que não entende porque o Brasil não tem atualmente mais geoparques pertencentes à rede. Por isso, sugeriu que o governo faça o mapeamento de outras áreas de interesse. Álvaro se comprometeu a articular este trabalho em união com Ricardo Salles, ministro do meio ambiente.

“Iniciamos um novo momento na história política do nosso país, com uma visão de desenvolvimento e de busca de novos turistas, sem deixar de olhar para a preservação do meio ambiente”, afirmou o titular da Pasta. Hoje, o único atrativo incluído na rede é a Serra Araripe, que passou a integrar a lista em 2005.

Mais ações em Paris

Em dois dias de missão na capital francesa, o ministro defendeu as candidaturas de Paraty como patrimônio misto da humanidade – natural e histórico –, do bumba meu boi do Maranhão como patrimônio imaterial e reuniu-se com Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), para captar uma etapa da Fórmula E ao Brasil.

Além disso, na última segunda-feira (24) e terça-feira (25), Marcelo Garcia, subsecretario de inovação e gestão do conhecimento, participou da Working Party on Tourism Statistics, conferência internacional organizada pela Unesco para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico sobre dados e estatísticas do turismo. Durante a ação, Garcia fez uma apresentação sobre interesse crescente do Brasil em inovação, coleta e uso inteligente de dados a partir da consolidação de um big data que ajude o país em decisões estratégicas.


LEIA TAMBÉM:
- MTur Mato Grosso apresenta estratégias para promover o destino
- MTur: 95% dos visitantes internacionais têm intenção de voltar ao Brasil
- MTur realiza seminário itinerante do Programa Investe Turismo no Ceará

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here