Mato Grosso do Sul conquista selo Safe Travels do WTTC

O selo ‘Safe Travels’ soma-se ao selo Turismo Responsável, do Ministério do Turismo, e também à campanha de retomada do turismo do MS voltada para a conscientização “Vem, mas vem de máscara”

mato grosso do sul

Na última semana, o Turismo do Mato Grosso do Sul recebeu o selo Safe Travels do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC – World Travel & Tourism Council). A conquista representa a conformidade do setor com os protocolos de biossegurança no combate à covid-19.

“O MS ter conquistado o selo ‘Safe Travels’ mostra que os destinos que estão adotando os protocolos de biossegurança têm feito o dever de casa. Os procedimentos foram trabalhados de forma correta especialmente em Bonito, Miranda e Corumbá que também desenvolveram protocolos municipais, com iniciativas e apoio das entidades Visit Pantanal, Acert (Associação Corumbaense das Empresas Regionais de Turismo) e Sebrae/Sesi e isso faz com que o conjunto de ações dê ao Estado a condição de ter o reconhecimento da WTTC.

Estamos muito felizes, pois o selo mostra que a imagem de Mato Grosso do Sul vai ser positiva lá fora e que estamos prontos para a retomada do turismo internacional, quando os voos e a conectividade aérea voltarem à regularidade”, ressalta Bruno Wendling, presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul.

A ideia do selo é que viajantes reconheçam os governos e negócios ao redor do mundo, mostrando aos consumidores que eles podem viver a experiência de uma “Viagem Segura” enquanto não há uma vacina ou tratamento eficaz para a Covid-19.

Retomada do Turismo no Mato Grosso do Sul

O selo ‘Safe Travels’ soma-se ao selo Turismo Responsável, do Ministério do Turismo, e também à campanha de retomada do turismo do MS voltada para a conscientização do turista e intitulada “Vem, mas vem de máscara”. A ação é educativa e foi lançada durante o Abav Collab – Feira Virtual de Turismo, um dos maiores eventos do setor e que este ano aconteceu em formato digital pela primeira vez.


Deixe uma resposta