2º dia do Meeting Festuris começa abordando destinos internacionais

O case de sucesso de Portugal e estratégias para assegurar fluxo turístico foram discutidos

0
Meeting Festuris
Bernardo Cardoso (Portugal), Caroline Putnoki (França) e Vaniza Schuler (mediadora)

O Meeting Festuris deu início aos trabalhos no Master Hotel, em Gramado (RS), neste sábado (9). No painel que abriu o segundo dia do encontro, Bernardo Cardoso, diretor do Turismo de Portugal no Brasil e Caroline Putnoki, presidente da Atout France, falaram de Portugal como case turístico e também da reinvenção como estratégia para manutenção do fluxo de visitantes.

Portugal

Meeting Festuris
Bernardo Cardoso, diretor do Turismo de Portugal, durante o Meeting Festuris

“Portugal não está na moda. Esse momento é fruto de nosso trabalho”. Assim começou Cardoso falando do setor. De acordo com o executivo, o país deve superar os 1,5 milhão de visitantes brasileiros neste ano, exemplificando o trabalho de divulgação realizado.

O diretor afirmou que ainda existe âmbitos a se trabalhar no Turismo, mas o sucesso de Portugal é gratificante. “Nossa principal estratégia fica na área de comunicação. Parte da reinvenção de Portugal ficou na maneira como investimos na divulgação de nossos atrativos”.


LEIA MAISConfira novidades de alguns expositores do 31º Festuris GramadoBTM projeta mínimo de 6 mil visitantes em edição de 2020
+ Festuris 2019: veja fotos da Solenidade de abertura em Gramado (RS)

França

Meeting Festuris
Caroline Putnoki, presidente da Atout France, durante Meeting Festuris

Caroline explicou a renovação da marca francesa como forma de ampliar a atividade turística. Antes de mostrar dados, a executiva explicou a ação de segmentar o Turismo no país em três frentes. “Abaixo da marca France, dividimos nossa ‘nova França’ em dinâmicas impactantes: Explore France, Choose France e Taste France. A primeira se volta mais ao Turismo em si; a segunda aos negócios que podem ocorre no país e, por fim, a rica gastronomia francesa”, disse.

De acordo com a presidente, o objetivo com a estratégia é ampliar o Turismo na França e apresentar atrações além de Paris. “A Cidade Luz é muito legal, mas somos mais que isso e temos muito mais. A nova marca, portanto, mostra a diversidade de nichos dos destinos franceses”, explicou Caroline.

Ao final do primeiro painel do Meeting Festuris, a moderadora Vaniza Schuler, especialista em Consultoria Turística e em Relações e Negócios Internacionais, refletiu a respeito do que foi apresentado pelos representantes internacionais.

“Utilizando Portugal e França como exemplos, vemos que há muito a ser feito no Brasil. É necessário entender quem é nosso público e apresentar medidas que impactem o público. O turista hoje não investe simplesmente em viagens, mas sim nas experiências. Compreender isso e construir ações que fortaleçam o Turismo é o primeiro passo”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here