México: alguns estados exigem vacinação e testes de covid-19

O México atingiu um recorde histórico de infecções por covid-19 durante o último período, chegando a 33,6 mil novos casos

México
(Foto: Divulgação/Praia Puerto Vallarta, Jalisco, Mexico)

Durante a pandemia, o México permaneceu bastante relaxado em termos de restrições de entrada e covid-19, recebendo turistas internacionais por via aérea, mesmo quando suas fronteiras terrestres estavam fechadas para viajantes não essenciais até novembro do ano passado.

Agora, com a variante Ômicron altamente contagiosa ao redor do mundo e causando um número recorde de novos casos e hospitalizações nos Estados Unidos, vários estados mexicanos estão recomendando ou exigindo que os clientes sejam vacinados para entrar em muitos locais fechados.

No estado de Jalisco, o governo ordenou que os estabelecimentos começassem a exigir que os clientes apresentassem comprovante de vacinação ou teste PCR negativo (válido apenas por 48 horas) para entrar em determinados locais públicos, incluindo bares, clubes, cassinos e estádios. A nova política, anunciada em 10 de janeiro, entrou em vigor na sexta-feira e se aplica a todos com 18 anos ou mais.

Ao mesmo tempo, o estado suspendeu todas as festividades de massa, festas de rua, feiras, bailes, carnavais e peregrinações até 12 de fevereiro e reduziu a capacidade permitida dos estádios para 60%.

No mesmo dia, o pequeno estado de Tlaxcala – situado no centro do México, a leste da Cidade do México – também impôs novas restrições locais, que exigem que as pessoas forneçam provas de que receberam pelo menos uma dose de vacina para entrar locais fechados como bares, restaurantes, supermercados, shopping centers, hotéis e outros.

De acordo com a Travel + Leisure, o governo de Baja California (estado mais ao norte da península de Baja) também aconselhou as empresas a começarem a exigir comprovação de vacinação ou teste de PCR com até cinco dias de antecedência para entrar em seus estabelecimentos, mas não fez a recomendação obrigatória.

Deixe uma resposta