México bate recorde de visitantes em 2017 e gera 10 milhões

0
A atual administração encabeça os investimentos e as alianças estratégicas que tornaram o México o sexto destino mais visitado do mundo: o crescimento mais rápido de qualquer destino a nível global

O México recebeu 39,3 milhões de visitantes em 2017, um recorde histórico que foi o símbolo de liderança e visão, resultando em um aumento de 78,7% nas visitas internacionais ao país desde 2012. A Organização Mundial de Turismo (OMT) declarou este ano que o México é agora o sexto país mais visitado do mundo, um avanço considerável já que era o número 15 no ranking da organização em 2012.

O Conselho de Promoção Turística do México considera esta conquista como resultado de um esforço multifacetado para promover o México no cenário mundial. Atualmente, a indústria do turismo do México representa 8,7% do PIB do país, com 21,3 bilhões de dólares em receita de visitantes, e é a fonte de 10 milhões de empregos.

“No começo desta administração, nosso objetivo era criar programas que garantissem que o México prosperasse como uma potência no turismo”, disse Enrique de la Madrid Cordero, Secretário de Turismo do México. “Damos crédito ao êxito em acelerar o crescimento da nossa indústria turística aos seguintes fatores críticos: maior conectividade aérea, desenvolvimento de novos produtos turísticos, incentivo dos mercados de alto potencial e eventos em grande escala no México. Uma indústria turística sólida cria oportunidades para que mais pessoas aprendam, trabalhem e cresçam no país, o que comprova que o que sempre soubemos é verdade: quando o turismo cresce, o México cresce”.

 Melhor conectividade aérea

O aumento da conectividade aérea aos mercados prioritários foi um fator essencial da estratégia de crescimento do turismo, já que o foco do México foi fortalecer sua rede de aeroportos, ampliando vários terminais com tecnologia de ponta.

As rotas nacionais aumentaram 41 por cento e as rotas internacionais 28 por cento. Entre as novas rotas internacionais estão o voo Helsinki – Puerto Vallarta pela Finnair e o voo sem escalas Tóquio – Cidade do México pela All Nippon Airways; ambas as rotas tiveram início no ano passado. A conectividade aérea continuou sendo uma prioridade este ano, com 1,5 milhões de assentos adicionados nos voos diretos para o México.

O sólido compromisso do México de aumentar a conectividade para atender a demanda dos consumidores gerou investimentos no desenvolvimento de alianças com linhas aéreas, hotéis e a indústria turística. Como resultado, o México registrou um aumento de 33% nas chegadas de visitantes procedentes da Europa, 96% nas chegadas de turistas da América do Sul e um aumento de 127% nos visitantes procedentes da Ásia, em comparação com 2012.

Consolidação com o mercado brasileiro

O Brasil é atualmente o sexto mercado mais importante para o México, devido ao seu crescimento constante ao longo dos últimos anos. Durante os primeiros oito meses do ano, o México deu as boas-vindas a 236.000 visitantes do Brasil, um aumento de 22,9% desde 2014 e a conectividade aérea foi um fator importante para impulsionar esse crescimento. Em 2012, havia 62 voos diretos por mês entre os dois países, e até 2017 já eram 80.

O crescimento constante ao longo dos anos também se deve à diversificação das ofertas de turismo já que os visitantes brasileiros descobriram outras praias além de Cancún, em outros destinos na Riviera Maya, assim como Puerto Vallarta, Riviera Nayarit e Los Cabos. Além disso, os visitantes brasileiros exploraram as cidades coloniais, e foram atraídos pela variedade de ofertas para o mercado de reuniões, convenções, romance e luxo. O segmento LGBTQ está já sendo desenvolvido com uma estratégia diferenciada.

Diversidade no México

Em 2017, o CPTM lançou México, Um Mundo em Si, uma campanha inovadora focada nas experiências vibrantes e multifacetadas nas quais o posicionamento reconhecido do México como um megadestino faz com que os visitantes retornem. A campanha de marketing global desenvolveu conteúdo e mensagens personalizados por mercado, segmentos de consumidores e produtos turísticos.

Como parte da campanha, o CPTM apresentou o “Dear Country” em 2017 com o propósito de iniciar um diálogo com os mercados prioritários do México, destacando assim as realidades compartilhadas entre os países.

Um sólido programa de marketing incluiu conteúdo como convites personalizados para 21 países, entre eles: Estados Unidos, Canadá, Colômbia, Brasil, Argentina, Chile, Peru, Espanha, Alemanha, Itália, França, Reino Unido, Finlândia, Polônia, Países Baixos, Rússia, Coreia do Sul, Japão, China, Austrália e Índia.

O CPTM também relançou o Mundo Maya, um produto turístico com rotas e experiências para satisfazer o desejo dos viajantes de conectar-se com outras culturas e explorar as comunidades indígenas do México. O Mundo Maya tem a maior concentração de locais declarados Patrimônio Mundial da UNESCO no México, e oferece aos viajantes a oportunidade de explorar ofertas únicas arqueológicas, culturais e culinárias. O estado de Oaxaca se une aos estados de Campeche, Quintana Roo, Yucatán, Tabasco e Chiapas como parte de uma oferta turística que inclui 47 dos 68 povos indígenas que existem no México.

Durante esta administração, o CPTM e a Secretaria de Turismo deram continuidade e apoio ao programa “Povos Mágicos” que começou em 2001. Localizados entre montanhas, selvas, praias e desertos, os Povos Mágicos são um exemplo da natureza, cultura e riqueza arquitetônica do México. Na Feira dos Povos Mágicos celebrada este mês na cidade de Morelia, dez novos povos foram incluídos no programa, resultando em um total de 121 cidades, entre elas: Múzquiz, Coahuila; Nombre de Dios, Durango; Comonfort, Guanajuato; Zimapán, Hidalgo; Tlaquepaque, Jalisco; Compostela, Nayarit; Amealco de Bonfil, Querétaro; Aquismón, San Luis Potosí; Bustamante, Nuevo León; e Guadalupe, Zacatecas.

México e os evento mundiais

Durante os últimos anos, o México se converteu em uma potência para grandes eventos esportivos e culturais. O Grande Prêmio do México de Fórmula 1 retornou ao México em 2015 e rapidamente se converteu em um dos circuitos favoritos da temporada para os fanáticos por automobilismo e um grande sucesso para o país. O circuito mais recente, o Grande Prêmio de 2017, gerou uma receita de cerca de 500 milhões de dólares para o México. Em 2016, a NFL retornou ao México com um jogo de temporada regular, que foi realizado novamente na temporada seguinte. O jogo de 2017 atraiu 32.400 visitantes à Cidade do México, incluindo 8.900 visitantes estrangeiros.

Nenhuma tradição reflete tanto a cultura, a história e o povo do México como o Dia dos Mortos. Declarado Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade pela UNESCO em 2008, o Dia dos Mortos é uma homenagem à vida, quando amigos e familiares se reúnem para comemorar em todos os cantos do país. O desfile do Dia dos Mortos da Cidade do México está em seu terceiro ano e a edição do ano passado gerou uma receita de cerca de 140 milhões de dólares e 100% de ocupação hoteleira nos principais bairros turísticos como Chapultepec-Polanco, Santa Fe, Reforma-Zona Rosa, Aeropuerto -Foro Sol, Tlalpan-Taxqueña.

Legado de crescimento

O México recebeu inúmeros prêmios por sua cultura e experiência em serviços, incluindo os Prêmios Travvy por ser o destino número 1 para viagens familiares, o reconhecimento como melhor destino para lua de mel na Riviera Maya e a 2ª posição mundial em viagens LGBT; Oaxaca ocupa o 5º lugar na lista de “Lugares que se deve visitar em 2018” pela National Geographic.

Além disso, Los Cabos está classificado como um dos 52 lugares para ir em 2018 pelo New York Times, e Puebla ocupa a 8º colocação entre os melhores lugares para se visitar na lista da CNN. Durante esta administração, o Tianguis Turístico se fortaleceu como a plataforma promocional mais importante para os players do setor turístico do México.

A edição mais recente do Tianguis em Mazatlán recebeu os principais operadores turísticos do mundo, para ter um contato direto com a oferta turística do país. O destino experimentou uma importante transformação e renovação para receber este evento. Foram registrados 44 mil encontros de negócios, 1.500 compradores e 935 empresas nacionais e estrangeiras. Contou com a representação de 11 linhas aéreas que em conjunto transportam 40 por cento dos viajantes que entram e saem do México, assim como com a participação de importantes operadores turísticos que a cada ano levam milhões de visitantes ao México.

Os visitantes estrangeiros continuam chegando ao México para explorar suas cidades, Povos Mágicos, praias e assistir aos grandes eventos. O encanto destas experiências atraiu 20,6 milhões de visitantes nos seis primeiros meses de 2018, o que representa um aumento de 7,3 por cento em relação ao mesmo período de 2017. O gasto geral dos visitantes aumentou 4,3 por cento durante a primeira metade de 2018.

Para o futuro, o México está preparado para manter sua trajetória em ascensão e dar as boas-vindas a mais viajantes, incentivando e impulsionando as parcerias de promoção existentes dentro da indústria de viagens com o compromisso de elevar e melhorar as experiências que os destinos oferecem. Esses esforços garantirão que o turismo continue sendo um catalizador para o crescimento e uma oportunidade para todos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here