Miamiland: Campanha será apresentada no Fórum de Turismo LGBT 2020

Miamiland
Trilha no Everglades, um dos parques explorados na campanha do GMCVB (Foto: Divulgação/Visit Florida)

Miami muito além de South Beach. Essa é a proposta da nova campanha criada pelo Greater Miami Convention & Visitors Bureau (GMCVB) para mostrar os atrativos menos conhecidos da cidade aos viajantes de todo o mundo. A campanha, intitulada Miamiland, privilegia as experiências outdoor no destino e será apresentada durante a quarta edição do Fórum de Turismo LGBT do Brasil, evento online que acontece na próxima semana.

Dan Rios, diretor de marketing da divisão LGBT, irá apresentar a oferta focada no viajante LGBT, em workshop que será transmitido no dia 27 de novembro. Novos conteúdos e itinerários focados em explorar parques urbanos e os 35 quilômetros de praias que chamam a atenção dos turistas serão destacados pelo executivo do Greater Miami CVB exclusivamente para o público brasileiro.

Miamiland
Dan Rios, diretor da divisão LGBT do Greater Miami CVB

Criada no final de janeiro e suspensa três meses depois, com a chegada da pandemia, a ação segue apropriada para o momento pós-covid, já que a tendência do viajante é exatamente buscar por espaços naturais ao ar livre. “A campanha mostra Miami de uma forma muito diferente do que as pessoas estão acostumadas, com foco nos espaços ao ar livre. A cidade nunca foi vista como um destino para ecoturismo e queremos colocar essa opção no mapa dos viajantes. E o melhor é que todas essas atividades podem ser experimentadas durante o dia e os viajantes estarão de volta aos seus hotéis para o jantar”, explica Rios.

Especificamente em relação aos viajantes LGBT, o diretor reforça o relacionamento de longo prazo com a comunidade local e o acolhimento reconhecido pelos turistas. O diálogo com essa parcela da população existe desde a década de 1970 e o trabalho focado iniciou nos anos 1990. Não à toa, no ano passado, Miami recebeu 1.2 milhão de viajantes que se identificaram como parte da comunidade LGBT. “Queremos consolidar a imagem de um destino diverso”, pontua.

Ele destaca a importância do Brasil – no top 3 entre os mercados internacionais, junto à Colômbia e à Argentina. “No final dos anos 1990, a comunidade brasileira começou a vir para Miami de forma orgânica, o que nos fez começar um trabalho focado nesse mercado nos anos 2000, já que os destinos perceberam um grande potencial”, diz.

Rios se diz muito animado com o resultado das eleições norte-americanas e tem boas expectativas para o futuro próximo. “Os últimos quatro anos foram de retrocesso para a comunidade em termos de políticas públicas. A partir do ano que vem, faremos parte do diálogo”, projeta. Em 2021, a prioridade do GMCVB é ajudar a indústria local, criando campanhas para impulsionar o tráfego de viajantes locais, em um primeiro momento, e internacionais, assim que as fronteiras forem reabertas.

Inscrições abertas

Inicialmente previsto para ocorrer de forma presencial, em junho, o Fórum de Turismo LGBT do Brasil 2020 migrou para o ambiente online devido aos impactos da pandemia nos eventos. O conteúdo será disponibilizado na semana de 23 a 27 de novembro, e ficará disponível on-demand nas redes sociais do Brasilturis Jornal e da Revista ViaG.

Com formato simples e conteúdo de uma hora diária, o evento traz uma programação com muito foco em temas atuais que serão discutidos por grandes nomes de suas áreas, seguidos de workshops trazidos pelos melhores destinos turísticos para o público LGBT. “Tivemos uma preocupação muito grande em garantir  a pluralidade de gênero, orientação sexual e diversidade de raça para darmos voz a quem tem propriedade”, explica Alex Bernardes, diretor comercial da revista ViaG e idealizador do evento.

O Fórum de turismo LGBT do Brasil 2020 tem patrocínios do Greater Fort Lauderdale CVB, Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, R1 Soluções Audiovisuais, Colômbia, Visit Argentina, Ministério do Turismo de Israel no Brasil, Pullman Hotel Vila Olímpia, TAP Air Portugal, CC Hotels e Greater Miami CVB. O evento conta com os apoios institucionais da Associação internacional de Turismo LGBT (IGLTA), Associação Latino Americana de Gestores de Viagens e Eventos Corporativos (Alagev), Associação Brasileira dos Agentes de Viagens (Abav São Paulo), Visit São Paulo e Fórum de Empresas e Direitos LGBT.

Inscrições abertas e gratuitas!

Deixe uma resposta