Ministro do Turismo se reúne com investidores chineses em Macau

A estratégia, segundo Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, é atrair 600 mil chineses nos próximos anos

0
Ministro do Turismo
Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, em reunião com investidores chineses

Em missão na China, Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, se encontrou com investidores chineses. Realizado em Macau, a reunião serviu para debater aproximação com turistas chineses e o Brasil nos próximos anos.

Atualmente, o País recebe 65 mil chineses por ano, de acordo com o Ministério do Turismo (MTur). Assim, para Álvaro Antônio, a ideia é que o fluxo de visitantes da China chegue a 600 mil nos próximos anos.


LEIA MAISMinistério do Turismo repassa R$ 34 milhões para mais de 300 cidadesIsenção de vistos resulta em aumento de turistas estrangeiros, diz MTurMTur e Embratur reforçam investimentos durante fórum na China

Dentre as medidas enxergadas pelo ministro do Turismo para isso, a facilitação de vistos para China e melhorias no receptivo dos turistas estrangeiros foram apontadas como necessidades. Além disso, a segurança, infraestrutura local e acesso ampliado aos parques naturais também foram apontados.

Ajuda chinesa

A reunião teve a presença de Yang Zhou, presidente da HRH Information Technologies Company, plataforma de serviços que se apresentou aos executivos brasileiros. O aplicativo permite que chineses busquem serviços em diversas áreas, especialmente no turismo.

Nele, é possível comprar passagens e reservar hotéis em destinos parceiros da empresa, além de obter descontos em ingressos de atrativos e bilhetes aéreos. A plataforma, criada em 2015, tem 300 mil usuários.

No Brasil, já existem sinais da atuação da HRH. Em agosto deste ano, por exemplo, a companhia chinesa firmou parceria com a prefeitura de Foz do Iguaçu, vendendo serviços turísticos diretamente do destino para chineses.

Outro acordo foi feito recentemente com o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Também está prevista a assinatura com o Consórcio Amazônia Legal, que abrange cidades em nove estados e São Paulo.


Leia Também:

– MTur: Turismo Religioso movimenta milhares de turistas no sábado (12)
– MTur do Brasil e Argentina querem melhor frequência de voos
– MTur organiza criação de Sistema Nacional de Segurança Turística

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here