Diretoria da Aviesp sinaliza: é momento de despertar

Fernando Santos, Juliana Assumpção e Sebastião Martins, da Aviesp

A diretoria da Associação das Agências de Viagens Independentes do Interior do Estado de São Paulo (Aviesp) visitou a redação do Brasilturis Jornal para falar sobre os destaques de sua tradicional feira, marcada para acontecer em Campinas, de 7 a 9 de abril. “A participação de nove destinos internacionais é, sem dúvida, uma das grandes novidades da edição”, afirmou Fernando Santos, presidente da Aviesp.

Entre eles está a China que vem ao Brasil pela primeira vez para participar de um evento de turismo. Representantes do país asiático estarão recebendo os agentes de viagens em um estande institucional próprio. A palestra “Belezas e mistérios da China”, que acontece no sábado (9) à tarde, será destaque na programação da 39ª Exposição de Negócios em Turismo. Também participarão da expo: Alemanha, Nova Zelândia, Kissimmee (EUA), El Salvador, Aruba, St. Maarten, República Dominicana e Peru, todos com estandes próprios.

Juliana Assumpção, gerente executiva, adiantou que a cerimônia de abertura será realizada na própria Expo Dom Pedro, na noite de quinta-feira (7). “No ano passado, a abertura aconteceu no Teatro Municipal de Campinas. Desta vez, decidimos facilitar a logística e os deslocamentos, fazendo o evento no mesmo local da feira”, explicou. A solenidade inclui coquetel, discursos de autoridades e a entrega do prêmio Top Aviesp.

Além de oferecer oportunidades para relacionamento e negócios, o evento continua com foco na oferta de palestras que abordam conteúdos de interesse para o agente de viagens. “Acreditamos que capacitação é o caminho”, defendeu Santos. Com essa demanda em mente e curadoria de Gabriella Otto, o 9º Seminário AVIESP para Profissionais de Turismo será dedicado a temas relacionados aos negócios.

“Queremos oferecer ferramentas que gerem oportunidades para as agências, falar sobre tendências de mercado e dar dicas de posicionamento para o momento atual”, reforçou Sebastião Martins, diretor da Expo. “A crise também é momento de despertar”, finalizou Martins.

 

Camila Lucchesi

Deixe uma resposta