MSC Cruzeiros e Chantiers de l’Atlantique celebram navio movido a GNL

O navio com mais de 200.000 toneladas está programado para entrar em serviço em 2022

msc

Na última segunda-feira (29), a MSC Cruzeiros celebrou a colocação da quilha movida a a gás natural liquefeito (GNL) no MSC World Europa. A cerimônia aconteceu no taleiro Chantiers de l’Atlantique, em Saint-Nazaire, na França.

“O MSC World Europa é mais uma prova do nosso compromisso com a gestão ambiental, pois ele está sendo preparado para reduzir as emissões de carbono ainda mais do que muitos outros navios de cruzeiro existentes movidos a GNL, que atualmente é o combustível mais ambientalmente responsável para operações marítimas comerciais. Com este navio, também

reconfirmamos nossa crença em investir em tecnologia ambiental avançada para cumprir a nossa meta de longo prazo de zero emissão nas nossas operações”, pontua Pierfrancesco Vago, presidente executivo da MSC Cruzeiros.

O navio com mais de 200.000 toneladas está programado para entrar em serviço em 2022 e será uma das embarcações movida a GNL e o primeiro a construído na França. Zoe Africa Vago, filha de Alexa Aponte-Vago e de seu marido Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruzeiros, e Aurore Bezard, do Departamento de RH do Chantiers de I’Atlantique, realizaram o ritual marítimo tradicional como madrinhas representando o proprietário e o construtor de navios ao colocarem duas moedas sob a quilha como sinal de bênção e boa sorte.

“Estamos orgulhosos por começar a construção de um navio que definirá os padrões para o cruzeiro do futuro. Este é um marco importante na história de nossa cooperação de 20 anos com a MSC Cruzeiros, que já resultou em alguns dos navios de cruzeiro mais inovadores já construídos”, declara Laurent Castaing, gerente geral do Chantiers de l’Atlantique.

O MSC World Europa apresentará um novo sistema demonstrador de 50 quilowatts que incorpora a tecnologia de célula a combustível de óxido sólido (SOFC) e usa o GNL para produzir eletricidade e calor a bordo.

Essa solução Sofc alimentada por GNL reduzirá as emissões de gases de efeito estufa (GEE) em cerca de 30% em comparação com um motor convencional. Também oferece a vantagem de ser compatível com o GNL, bem como vários combustíveis de baixo carbono, como tipos de metanol, amônia e hidrogênio.

O MSC World Europa também terá um sistema de tratamento de águas residuais.  O MSC Virtuosa, está atualmente em construção em Saint-Nazaire e ficando pronto para ser entregue no próximo ano. A Companhia também encomendou com o Chantiers de l’Atlantique dois navios adicionais movidos a GNL, um para a classe de navios MSC World e outro para a classe Meraviglia.


Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui