MSC Cruzeiros e Grupo Blue-Ribbon firmam parceria

O novo protocolo operacional da MSC Cruzeiros foi desenvolvido para atender e exceder as diretrizes fornecidas pelos principais órgãos reguladores e técnicos internacionais e regionais

MSC
Foto: Ana Azevedo

Na última segunda-feira (6), a MSC Cruzeiros anunciou a parceria com o Grupo Blue-Ribbon de Especialistas em covid. A iniciativa visa uma consultoria sobre protocolos e planejamento em combate à covid-19.

“O objetivo do nosso Grupo Blue Ribbon de Especialistas em covid nas áreas da medicina, saúde pública e/ou disciplinas científicas relacionadas é criar um grupo de especialistas altamente qualificado e respeitado internacionalmente para informar e revisar nossas iniciativas relacionadas à covid-19 para ajudar a garantir que as ações tomadas sejam apropriadas, eficazes e baseadas nas melhores práticas científicas e de saúde disponíveis.

Por esse motivo, este grupo de especialistas terá competência para revisar iniciativas de políticas, inovações técnicas ou medidas operacionais relacionadas ao covid-19. Ele permanecerá trabalhando conosco por bastante tempo, para além do retorno às operações, para garantir que nos beneficiaremos de seu know-how e contribuição, à medida que a situação continue evoluindo e mais dados sejam disponibilizados”, destaca Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruzeiros.

O Grupo Blue Ribbon de Especialistas em covid da MSC Cruzeiros foi formado por:

  • Christakis Hadjichristodoulou, professor de Higiene e Epidemiologia da Faculdade de Medicina, bem como seu Vice-presidente da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Thessaly, Grécia;
  • Stephan J. Harbarth, professor do Programa de Gestão Antimicrobiana dos Hospitais da Universidade de Genebra (HUG) e da Faculdade de Medicina;
  • Ian Norton, médico especialista em emergência, com pós-graduação em Cirurgia, Saúde Internacional e Medicina Tropical, atualmente diretor da Respond Global, anteriormente chefe do programa de Iniciativa da Equipe Médica de Emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2014 a janeiro de 2020.

“Desde o início do desenvolvimento de nosso novo protocolo operacional de saúde e segurança, estivemos em contínua consulta com as autoridades de saúde regional, nacional e local, incluindo, entre outras, as da Europa, Estados Unidos, Brasil e China – diretamente e através da CLIA.

Para esse fim, alguns dos envolvimentos e contribuições mais detalhados ocorreram com as autoridades da União Europeia responsáveis por saúde pública, no que se refere aos navios de cruzeiro.

Isso resultou recentemente na emissão das orientações da EU Healthy Gateways, entre outras, e que as autoridades nacionais de saúde em todo o continente estão atualmente revisando”, ressalta Bud Darr, vice-presidente executivo de Política Marítima e Assuntos Governamentais do Grupo MSC.


Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui