MSC Cruzeiros prevê 50% da frota de volta aos mares nos próximos meses

MSC Virtuosa

O MSC Virtuosa partiu hoje (20/5) do porto de Southampton, na Inglaterra, para um cruzeiro de quatro noites no Reino Unido. A navegação marca a retomada da armadora na região, a exemplo do que aconteceu no Mediterrâneo, em agosto do ano passado. Após uma pausa de 14 meses, o primeiro navio de cruzeiro com embarque em terras britânicas marca o início da próxima fase de retomada da armadora, que prevê o retorno de quase a metade da frota aos mares durante o próximo verão no Hemisfério Norte.

MSC Virtuosa
Gianni Onorato, CEO da MSC Cruzeiros

“Estamos muito orgulhosos de que a primeira viagem do MSC Virtuosa marca a retomada dos cruzeiros nos portos britânicos após uma pausa forçada de mais de um ano e efetivamente anuncia a próxima fase de reinício de nossa indústria”, comemorou Gianni Onorato, CEO da MSC Cruzeiros. O próximo passo na estratégia da armadora é receber a autorização e finalizar os preparativos para reiniciar a operação de mais cinco navios no Mediterrâneo Oriental e Ocidental e no Norte da Europa nas próximas semanas.

A experiência a bordo do MSC Grandiosa – navio que protagonizou o reinício da navegação da companhia em 2020 – e do MSC Seaside – que voltou à operação na sequência – foi importante para a consolidação do protocolo de saúde e segurança criado pela MSC no ano passado. O documento foi desenvolvido com a contribuição de especialistas internacionais em saúde, incluindo o Grupo Blue-Ribbon de Especialistas em covid-19 da MSC Cruzeiros, e em cooperação com as autoridades nacionais e regionais de saúde, transportes e segurança da Europa.

“Os dados, conhecimento e experiência que reunimos desde o reinício nos ajudaram a avançar com nossos planos de volta ao mar. Milhares de hóspedes tiveram um cruzeiro seguro e agradável e esperamos que muitos outros tenham as mesmas merecidas férias relaxantes, à medida que mais navios nossos voltem ao mar no Reino Unido, no Mediterrâneo e do Norte da Europa”, pontua Onorato. A MSC Cruzeiros aguarda que as autoridades nos Estados Unidos permitam a retomada das viagens ao Caribe, assim como em outros mercados onde que a empresa tem operado tradicionalmente.

Pronto para o futuro

O MSC Virtuosa estará disponível durante o verão do hemisfério norte apenas para residentes do Reino Unido, independentemente do fato de estarem vacinados ou aguardando pela imunização. Hóspedes de todas as idades serão testados antes do embarque e os não vacinados deverão apresentar prova de um teste negativo realizado até 72 horas antes do embarque.

Muitos dos 1.150 tripulantes do MSC Virtuosa foram imunizados contra a covid-19, como parte de um programa de vacinação iniciado pela companhia no começo de maio. Outras medidas de proteção se aplicam aos passageiros e à equipe de bordo, seguindo o protocolo de saúde e segurança da MSC Cruzeiros.

O navio promete ser cenário para experiências inesquecíveis nas instalações inovadoras, com apoio de facilidades tecnológicas que têm sua funcionalidade reforçada dentro do cenário atual. Um dos exemplos é o MSC for Me, experiência digital multicanal que minimiza contatos e ajuda o hóspede a aproveitar aos máximos a estrutura e os serviços, seja a bordo ou em terra.

Os destaques da estrutura são a oferta gastronômica – com 10 restaurantes e 21 bares – e as áreas dedicadas ao lazer , como a promenade de 112 metros de comprimento com teto de LED animado, cinco piscinas e parque aquático de 1.000 m², área de entretenimento com simulador de F1, pista de boliche e cinema XD, teatro, carousel lounge para apresentações ao vivo, instalações para crianças, spa e academia.

O MSC Yacht Club foi aprimorado – incluindo um lounge panorâmico, restaurante gourmet e área de piscina privativa, além das acomodações privativas – e o navio estreia o MSC Starship Club, um bar futurista onde os clientes são servidos pelo primeiro bartender robô humanoide do mundo.

O futuro, na visão da MSC, não está apenas na oferta de tecnologia. Ele reside principalmente nas ações voltadas à minimização da pegada ambiental, caminho que a armadora vem percorrendo com iniciativas incorporadas a todos os novos navios da frota. O MSC Virtuosa, por exemplo, tem recursos baseados em cinco diferentes pilares relacionados com a conservação do planeta.

Emissões atmosféricas

Sistemas híbridos de limpeza de gases de escape em todos os motores garantem redução de 98% das emissões de óxido de enxofre (SOx), enquanto uma tecnologia voltada à redução catalítica seletiva reduz as emissões de óxido de nitrogênio (NOx) em 90%.

Energia terrestre

A conectividade de energia shore-to-ship permite que o navio se ligue às redes de energia locais enquanto estiver nos portos onde essa infraestrutura está disponível. Isso permite minimizar o uso do motor, levando a uma redução substancial das emissões quando os navios estão próximos a áreas urbanas.

Águas residuais

O MSC Virtuosa apresenta sistemas avançados de tratamento de águas residuais, projetados de acordo com a Resolução MEPC 227 (64) da Organização Marítima Internacional, com padrões de purificação mais elevados do que a maioria das instalações de tratamento em terra. Os sistemas de tratamento de água de lastro evitarão a introdução de espécies invasoras no ambiente marinho por meio de descartes.

Proteção à vida marinha

O navio está equipado com um sistema de gestão de ruído irradiado subaquático, com designs de casco e casa de máquinas que minimizam o impacto sonoro acústico, reduzindo os seus potenciais efeitos na fauna marinha, principalmente nos mamíferos das águas circundantes.

Eficiência energética

Equipamentos com eficiência energética ajudam a reduzir e otimizar o uso do motor, incluindo ventilação inteligente e sistemas avançados de ar-condicionado com circuitos automatizados de recuperação de energia que redistribuem o calor e o frio para reduzir a demanda. O investimento em iluminação LED controlada por sistemas de gerenciamento melhora o perfil de economia, enquanto sistemas remotos de monitoramento e análise de energia, otimizam a eficiência operacional a bordo.

Deixe uma resposta