MSC World Cruise altera roteiro e navio para 2021 e 2022

MSC Magnífica passará por expansão para atender a crescente demanda de passageiros, além de implantar novas tecnologias e ações que diminuam o impacto ambiental
Ignacio Palacios, gerente comercial e revenue MSC

Na última terça-feira (21), foram anunciados novos roteiros do MSC World Cruise para 2021/22, além da mudança de embarcação. Na mesma data, o MSC Magnífica aportou no Rio de Janeiro trazendo cerca de 2.200 cruzeiristas embarcados em Gênova, Itália.

Em 2021 o roteiro mundial será operado pela embarcação Poesia e não contemplará portos do Brasil. A rota com 119 dias e 53 destinos de 33 países focará em portos do oriente. As cabines para a terceira edição da viagem mundial já estão perto de acabar.

“Temos para a temporada 2020, 22 brasileiros e em 2021 são 44, além dos três casais com reservas efetuadas para 2022. Esse tipo de roteiro ainda não é tão forte no Brasil, mas acredito que tem potencial de crescimento”, explanou Ignacio.

Já em 2022, serão 117  dias, 43 destinos e 24 países, com nove overnights e 15 excursões. A saída ocorrerá em 5 de janeiro, com retorno em maio. A edição já está com vendas abertas no site. Compras antecipadas terão direito a desconto.

Para esta temporada, o navio percorrerá em 119 dias 43 destinos de 32 países. Serão oito overnights e 15 excursões em terra. Em todos os pacotes do World Cruise estão inclusas 15 excursões e pacote de bebidas para almoço e jantar. Além disso, há desconto de 30% em serviço de lavanderia.

O executivo defende o formato de viagem World cruise, afirmando que “ se pensarmos na parte logística, o cruzeiro é a melhor opção de viagem para o turista. Ainda mais para quem tem disponibilidade de dedicar quatro meses para conhecer o mundo”.

Pessoas na melhor idade caracterizam o perfil de turista para esse tipo de atrativo. Aqueles que desejam conhecer melhor os pontos turísticos aportados por um custo adicional, a MSC oferece traslado, guia e hospedagem.

“Nós temos esse serviço para destinos que requerem mais de um dia para conhecer, como Machu Pichu em que o cruzeirista pode ficar quatro dias. Nesse caso o navio segue viagem e o turista retoma a embarcação em outro porto”, ressalta Ignacio.

Salvo exceções, o gerente pontua que o World Cruise só efetua embarque nos portos de saída pré-estabelecido, como o de Gênova. “Não vendemos o roteiro fragmentado, pois a nossa proposta é proporcionar a experiência de volta ao mundo completa. Para isso, preparamos atrativos de entretenimento com muito cuidado para que não haja repetição e tours em que o viajante possa explorar locais nos quais o navio não se aproxima”, completa.

Além dos tratamentos estéticos e de bem-estar, o spa oferece procedimentos de beleza como a aplicação de botox. O Magnifica está equipado com médicos para realizar os primeiros atendimentos em caso de necessidade.

Em recepção a imprensa no Magnífica, a companhia anunciou a reforma do navio no final de 2021, que segundo Ignacio Palacios, gerente comercial da empresa no Brasil, tem conclusão prevista dentro de um mês após o início da modernização e em seguida retoma atividades.

Serão implementadas cerca de 300 cabines, além da expansão da área da piscina, áreas e áreas de convivência. “É muito caro construir um navio do zero e os estaleiros estão cheios. O navio será cortado ao meio e para a implementação de novas dependências que vão atender a demanda de passageiros. Essa atualização atenderá todos os pedidos que temos recebido”, afirma o executivo.

Palacius reforça o compromisso da companhia com a inovação e a implantação de tecnologias que causem baixo impacto no meio ambiente. “ Somos a primeira empresa do setor a implantar a compensação de impacto ambiental por meio de combustível menos poluente, além disso, também usamos um sistema de tratamento de água. Essas ações são iniciativas auto motivadas da MSC, o que acredito que influencia o mercado em um ciclo virtuoso”, ressalta.

Em portos selecionados são convidados chefs para apresentar a culinária local. No Brasil, Allan Vila Espejo subiu a bordo para interagir com os cruzeiristas e preparar um menu especial. Haverá ainda a participação de Ramón Freixa (Espanha); Christophe Krywoni (Argentina); Jorge Rausch (Colômbia); Jereme Leung (China); Harald Wohlfahrt (Alemanha); além do franco-canadense Serge Dansereau, indiano-americano Vikas Khanna;  James Berckemeyer e o nipo-americano Roy Yamaguchi.

A programação conta também com a parceria entre a empresa e o Master Chef, proporcionando a competição culinária entre os passageiros. Confira os destinos contemplados no roteiro no site oficial.

Confira a galeria com os detalhes do MSC Magnifica.


Leia mais:

1 COMENTÁRIO

  1. Olá Ana,

    Concordo com a reportagem que esta opção de turismo é a que melhor relação custo x beneficio para o passageiro.
    Só acho que estes cruzeiros poderiam ser segmentados por região. Possibilitando ao turismo que não tenha a disponibilidade total do período, também poder aproveitar de um roteiro de volta ao mundo em etapas.
    Como exemplo, cito o meu caso. Estou dando a volta ao mundo, nos periodos de férias … 30 dias por ano…
    No primeiro ano … fiz Rio x Roma… 22 dias
    No segundo ano … Singapura x Roma … 29 dias
    Este ano.. devo fazer … Vancouver x Singapura (possivelmente em agosto ou setembro 2020) … espero viajar 32 dias
    e Por fim .em 2021.. Vancouver x Rio (ainda estou estudando o roteiro)

    O que acha?

    Abraço

    Alecxandre Pepe Reis

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui