MTur e Embratur reforçam investimentos durante fórum na China

A China é o país que mais emite turistas para o mundo, com 141 milhões de chineses viajando ao exterior anualmente

0
Marcelo Álvaro Antônio, do MTur, durante a abertura do Fórum na China (Foto - Divulgação)
Marcelo Álvaro Antônio, do MTur, durante a abertura do Fórum na China (Foto - Divulgação)

A participação do Ministério do Turismo (MTur) e da Embratur no Fórum de Economia de Turismo Global (GTEF), em Macau (China), continuou nesta segunda-feira (14). Marcelo Álvaro Antonio, ministro, e Gilson Machado Neto, presidente do instituto, destacaram as principais ações de fomento que acontecem no Brasil para representantes de 89 países.

A China é o país que mais emite turistas para o mundo, com 141 milhões de chineses viajando ao exterior anualmente. Este número deve ultrapassar a marca dos 300 milhões em 2030, tornando o país asiático o principal alvo do setor. Atualmente, 60 mil chineses visitam o Brasil por ano.

“Estamos mudando o rumo da história do turismo no nosso país. Abrindo a economia brasileira para outros países e destravando gargalos que impediam o avanço do setor”, afirmou Gilson durante sua fala na abertura do evento.


LEIA MAISMTur: Turismo Religioso movimenta milhares de turistas no sábado (12)MTur do Brasil e Argentina querem melhor frequência de voos
+ Turismo Sustentável no Brasil é abordado por Embratur em Alagoas

Presidente da Embratur discursa na abertura do Fórum de Economia de Turismo Global em Macau, na China (Foto - Divulgação)
Presidente da Embratur discursa na abertura do Fórum de Economia de Turismo Global em Macau, na China (Foto – Divulgação)

“É apenas um começo de uma relação que fará história. Estamos em diálogo com o presidente Jair Bolsonaro, com parlamentares, para conseguirmos isentar a população chinesa da necessidade de vistos para visitarem o Brasil”, explicou o presidente da Embratur.

Já Marcelo Álvaro Antônio reforçou as ações de fomento ao Turismo no Brasil como a isenção de visto para os Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá, e a abertura do capital estrangeiro ao setor aéreo com a chegada das low costs ao Brasil.

“Estou aqui para estreitar o relacionamento com a China, que é o maior parceiro comercial do nosso país. Temos grandes destinos que interessam os chineses como o Pantanal, Foz do Iguaçu e também oferecemos uma oportunidade grande no turismo de negócios”, destacou o ministro.

Neste ano, além de ter o Brasil, a Argentina e a província chinesa de Jiangsu como homenageados, a organização aposta em promover, pela primeira vez, a Conferência Mundial de Investimento e Financiamento do Turismo, na qual participam especialistas em investimento e líderes do turismo de topo a nível mundial.


Leia Também:
– Embratur e Azul acertam criação de voo Buenos Aires-Recife para 2020
– Pegasus abre escritório em Beijing (China) e muda marca; confira
Embratur promove destinos brasileiros em roadshows na China

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here