Voo Amsterdã (Holanda) – Natal (RN) começa em 3 de novembro

0
Reunião entre a Corendon e o Governo do Rio Grande do Norte, debatendo os detalhes da rota Amsterdã e Natal (Foto: Divulgação)
Reunião entre a Corendon e o Governo do Rio Grande do Norte, debatendo os detalhes da rota Amsterdã e Natal (Foto: Divulgação)

Os voos fretados entre Amsterdã (Holanda) e Natal (RN) começam em 3 de novembro. Assim, a rota contará com duas frequências semanais e 360 passageiros a cada sete dias. Além disso, cerca de 100 reservas já estão confirmadas para o primeiro voo.

Inicialmente, a rota deverá ser operada por seis meses (até abril de 2020) pela Corendon Airlines. A expectativa é de movimentar cerca de R$ 56 milhões na economia local. Porém, a companhia aérea quer continuar a realizar o trajeto após este período.

Acompanhada de representantes do trade turístico e secretários, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, recebeu a diretoria da Coredon, nesta quinta (7). Assim, os detalhes da operação foram acertados.

“Queremos não só fortalecer o turismo sol e mar, mas ir além disso. Queremos, além disso, trabalhar a interiorização do turismo, a gastronomia, o turismo de aventura”, disse a governadora.

“Vamos trabalhar para que este voo seja efetivado e o estado volte a ser um dos principais destinos de férias de verão dos europeus. Nosso grande objetivo é conseguir reabrir e restabelecer esse mercado”, destacou Ana Maria da Costa, secretária de Turismo.

“A nossa ideia não é deixar o voo apenas por seis meses, queremos continuar operando. E para isso, contamos com o apoio do Governo e demais atores do setor”, disse Batu. “Nós devemos estar unidos no mesmo propósito para fortalecer a economia do Estado”, defendeu José Odécio Júnior, da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH.

Ampliação da malha aérea

Além disso, a Governadora esteve reunida com representantes da Inframerica, administradora do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, com o objetivo de aumentar a malha aérea do estado.

“O potencial turístico do Rio Grande do Norte é indiscutível. Entretanto é preciso uma força-tarefa para tornar o Estado mais atrativo. Esta mudança passa pela ampliação na oferta de voos e redução de tarifa, que hoje é uma das mais altas do Nordeste”, enfatizou Fátima.

Leia mais sobre Aviação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here