Nova York limitará atividades de aplicativos de transportes como o Uber

0
Quem viajar para Nova York a partir de 2019 deve ficar mais atento ao pedir carona pelo Uber (Foto: Divulgação)

O Conselho Municipal de Nova York decidiu limitar as atividades dos aplicativos de transporte, como o Uber e o Lyft, a partir de 2019. A nova regra, que barra a entrada de novos motoristas nos aplicativos por 1 ano e determina um salário mínimo aos que já fazem parte dos apps, visa diminuir o impacto no trânsito da cidade.

Segundo o Uber, a pausa de 1 ano no cadastro de novos motoristas irá resultar em maiores tempos de espera por parte dos clientes que pedem carona pelo aplicativo, além de encarecer o serviço.

Anualmente, Nova York receber cerca de 60 milhões de visitantes, que movimentam cerca de US$ 4,2 bilhões, incluindo valores gastos com aplicativos de transporte, de acordo com o NYC & Company.

“Estamos pausando a emissão de novas licenças em uma indústria que foi permitida a proliferar sem qualquer checagem ou regulamentação apropriada”, afirmou o presidente do Conselho Municipal de Nova York, Corey Johnson.

“Mais de 100 mil trabalhadores e suas famílias verão um impacto imediato e se beneficiarão com essa nova legislação, que irá parar a alta de carros contribuindo com a diminuição dos congestionamentos que têm parado as ruas de nossa cidade”, apontou o prefeito Bill de Blasio.

Confira mais notícias de Destinos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here