Olimpíada tem grande divulgação na Europa

Arialdo Pinho (Ceará), Vinícius Lummertz (Embratur), Roberto Rocha (Maranhão), Celina Tourinho (Piauí) e Rafael Felismino (Embratur) com os mascotes Tom e Vinicius

Para promover a Olimpíada e Paralimpíada 2016 no exterior, o time da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) foi reforçado com os mascotes Tom e Vinicius em duas grandes feiras internacionais: a BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa), em Portugal, e a ITB Berlin, na Alemanha. “Os mascotes foram importantes para atrair a atenção do trade, de turistas e de atletas olímpicos nos estantes do Brasil, ajudando a disseminar as mensagens e os valores dos movimentos Olímpico e Paralímpico”, afirmou o presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, que acompanhou ambos os eventos.

Segundo o executivo, a viagem ao Brasil para assistir os jogos no Rio de Janeiro e em outras quatro cidades-sedes que abrigarão as partidas de futebol será uma oportunidade para os visitantes conhecerem a diversidade do turismo brasileiro. Além da divulgação do mundial, o presidente da Embratur e uma comitiva brasileira se reuniram com o ministro da Economia de Portugal, Manuel Caldeira Cabral, e com a secretária de Estado de Turismo do país, Ana Mendes Godinho. As autoridades estabeleceram atuação integrada para aumentar o fluxo de visitantes entre os dois países.

Em seguida, Lummertz partiu para Paris, onde se encontrou com o ministro do Comércio Exterior e Turismo da França, Mathias Fekl. A principal pauta da reunião foi a necessidade das duas nações firmarem acordo bilateral em prol do turismo internacional. “Brasil e França precisam estreitar relações e trocar mais experiências”, completou. O presidente estava acompanhado, entre outras autoridades, pelo ministro brasileiro Henrique Eduardo Alves.

Na oportunidade, Lummertz afirmou que é preciso buscar referências mundo afora para construir uma gestão que responda às necessidades do mercado turístico e possibilite ao Brasil competir com outros países no mesmo patamar. Segundo ele, é preciso diminuir a burocracia e estimular os negócios turísticos no Brasil, que chegam a influenciar 53 diferentes setores da economia: “A Embratur está pronta para encarar esse desafio”.

Saindo da França, a comitiva brasileira seguiu para a Alemanha, onde, no dia 10, apresentou o destino Rota das Emoções (Jericoacara/CE, Lençóis Maranhenses/MA e Delta do Parnaíba/PI) à jornalistas e operadores de turismo que participaram da ITB Berlin. “Estamos otimistas quanto à forte presença de visitantes estrangeiros que assistirão os jogos e que devem aproveitar a taxa cambial para visitarem outros destinos brasileiros, como as belezas naturais da Rota das Emoções”, disse Lummertz. “O turista internacional procura destinos com belezas naturais, conforto, tranquilidade e segurança. É exatamente o que temos em Lençóis, Delta e Jeri. Tudo isso a poucas horas de voo da Europa e dos Estados Unidos”, finalizou.

 

Equipe de Redação

Deixe uma resposta