Oneworld 20 anos: 5 mudanças na aliança que agitarão o mercado aéreo

Rob Gurney, CEO da Oneworld (Foto: Divulgação)
Rob Gurney, CEO da Oneworld (Foto: Divulgação)

A Oneworld acaba de completar 20 anos e já passar por mudanças neste ano. Os CEOs das companhias da aliança reuniram-se nesta sexta (1), em Londres, e debateram desde novas plataformas até a nova abordagem para as vendas corporativas.

Assim, as mudanças estão refletidas em um posicionamento de marca totalmente diferente da Oneworld, com o slogan “Travel Bright”. Aliás, o portal online da aliança (oneworld.com) também ganhou uma cara nova nesta semana.

A transformação inclui:

1 – Uma nova plataforma

Assim que implementada, a plataforma conseguirá inserir na era digital a principal promessa de conectividade contínua para os clientes da aliança, em viagens multidestinos e com múltiplos operadores.

Assim, os clientes terão a conveniência de escolher o seu voo por meio dos aplicativos e website das próprias companhias, sem a necessidade de baixar nenhum aplicativo adicional ou inserir mais dados de acesso.

2 – Mais projetos de coalizão de alianças

A Oneworld quer ainda mais projetos de coalizão em vários aeroportos importantes em todo o mundo. Os planos são de apresentar o primeiro lounge desenvolvido e gerenciado pela aliança no final deste ano.

3 – Nova abordagem para as vendas corporativas

A nova abordagem busca fazer o segmento corporativo crescer ainda mais. Atualmente, as solicitações de contratos geram US$ 1 bilhão por ano para as companhias da aliança. Assim, um novo processo, ainda em fase testes, foi implementado.

Desde que os testes do novo processo começaram, há seis meses, as receitas cresceram 10%. Dezenas das maiores corporações multinacionais do mundo assinaram contas corporativas com a aliança, em vez de uma série de acordos individuais.

Leia também:  Gol amplia número de voos no aeroporto de Brasília

4 – Novo procedimento para prospectar novos membros

A primeira companhia aérea resultante deste novo processo será a Royal Air Maroc, no próximo ano – a primeira adesão por seis anos de um membro pleno da oneworld e o primeiro da África.

5 – Oneworld Connect para aéreas regionais

A oneworld connect é a primeira nova plataforma de associação da aliança, projetada para companhias aéreas regionais. A Fiji Airways será o primeiro parceiro nessa plataforma e o seu ingresso será concluído até o final do próximo mês.

Além disso, as conversas estão progredindo com outras companhias aéreas interessadas nas Américas, Europa e Ásia-Pacífico, permitindo que a aliança se expanda ainda mais globalmente.

Com a palavra, os CEOs

Enrique Cueto, CEO do Grupo Latam, membro Oneworld desde 2000 (Foto: Reprodução Internet)
Enrique Cueto, CEO do Grupo Latam, membro Oneworld desde 2000 (Foto: Reprodução Internet)

“Os comportamentos da indústria e dos consumidores mudaram profundamente. Desde então, as alianças globais cresceram muito em número de associadas, mas, sinceramente, não conseguiram acompanhar as mudanças”, afirmou o CEO da Oneworld, Rob Gurney.

“Na oneworld, estamos compensando isso. Entramos em nossa terceira década passando por uma transformação radical, com uma série de novas iniciativas para fortalecer ainda mais a relevância da aliança”, concluiu.

Enrique Cueto, CEO do Grupo Latam, também exaltou as mudanças anunciadas e pontuou sobre a tecnologia oferecida pela companhia.

“Com as transformações anunciadas hoje, continuaremos a oferecer mais benefícios para atender às necessidades dos passageiros de hoje, incluindo uma experiência digital simplificada por meio do aplicativo Latam”, destacou o executivo.

Leia mais sobre Aviação.

Deixe uma resposta