Orinter se diferencia e ganha clientes na pandemia

Número de agentes cadastrados supera o do ano passado; nas redes sociais, os seguidores dobraram

Orinter

Durante o auge da pandemia, quando a indústria do turismo sofria com a paralisação das atividades, a Orinter Tour & Travel se diferenciou pela qualidade do atendimento prestado aos seus clientes – exclusivamente agências de viagens – e pelas capacitações que realizou em seus canais digitais. Isso levou a um incremento de 1.200 novos agentes cadastrados nos últimos sete meses.

O número representa uma alta de 138% na prospecção de novos clientes em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a operadora. A Klas Viagens, de Niterói, e a Love Trips, de Campinas, estão entre os novos clientes.

Orinter
Marcelo Beltrame (Love Trips)

A Love Trips é especializada em casamentos e lua de mel e é uma agência nova, inaugurada em junho. O fundador, Marcelo Beltrame, que atua no ramo há sete anos, diz que a pandemia favoreceu os negócios, pois os noivos passaram a procurar cerimônias menores, em locais abertos – e os hotéis oferecem excelentes condições para isso.  

“Está havendo muita procura e as pessoas estão percebendo o custo-benefício. Em uma festa tradicional, você gasta muito em um evento que dura uma única noite. Uma viagem, muitas vezes, custa menos do que a festa e possibilita vários dias de comemoração e outras atividades”, diz ele.

Orinter

Para Paula Knevitz, da Klas Viagens, a pandemia serviu para selecionar melhor os parceiros comerciais. A unidade de Curitiba (PR) já trabalhava com a Orinter, mas a de Niterói (RJ), onde Paula é a responsável, se cadastrou durante a pandemia. “A gente decidiu ‘demitir’ e ‘contratar’ alguns fornecedores, de acordo com a maneira com que cada um se portou diante das dificuldades decorrentes da pandemia. Encerramos acordos com fornecedores de muitos anos, que não tiveram uma boa postura. A Orinter, por outro lado, se destacou positivamente”, diz ela.

Assim como aconteceu com os fornecedores da cadeia turística, Paula acredita que os consumidores vão ficar mais seletivos após a pandemia e o agente de viagens será mais valorizado. “Temos muitos clientes que compram conosco suas viagens internacionais, mais complexas, mas, na hora de viajar pelo Brasil, fazem por conta própria, compram na internet. Eles tiveram dificuldades com as OTAs durante a pandemia, não conseguiram ter suas demandas atendidas e viram a importância do nosso trabalho”, declara.

As duas agências participaram da famtrip da retomada, realizada pela Orinter em parceria com a Copa Airlines, de 18 a 24 de setembro, em Cancún, no México.

Valorização do agente

Segundo Jorge Souza, gerente de novos negócios da Orinter, a valorização do agente de viagens é oportunidade de crescimento para a operadora, que trabalha exclusivamente para este público. Por isso, mesmo durante o auge do isolamento social, a empresa continuou se movimentando para facilitar o trabalho dos agentes – clientes e não clientes, uma vez que a maioria do conteúdo está disponível na internet. 

Ainda em março, logo no começo da pandemia, a Orinter começou a realizar lives de capacitação no seu canal do Instagram. Essas lives evoluíram para outros canais, como Google Meet, Zoom e Youtube, tiveram convidados de peso e se profissionalizaram com recursos como vinhetas e trilha sonora. “Nosso número de seguidores no Instagram dobrou”, diz Souza.

Depois de um tempo, a operadora sentiu o esgotamento do formato, já que outras empresas também investiram nisso, e lançou seu podcast “Momento Orinter” (disponível em várias plataformas), com episódios de curta duração.

Desde julho, percebeu a tendência das viagens de curta distância, que chamou de “Escapadas”, e passou a pedir aos hotéis parceiros que disponibilizassem Day Use para os agentes conhecerem e divulgarem aos seus clientes os novos protocolos do turismo contra a covid-19. Com essa mesma estratégia, foi pioneira em organizar famtrips em setembro. Levou grupos de agentes para Cancún, no México, e para Natal (RN).

Ainda no período da pandemia, lançou três hotsites com informações e ferramentas. Eles reúnem dados sobre a retomada do turismo, novos produtos, treinamentos, certificados, ofertas, entre outros. Todos os materiais também são disponibilizados em outros canais da empresa, como no grupo no Telegram e nas redes sociais.

“A Orinter vai continuar agindo dessa forma, sendo participativa, preocupada com as necessidades dos nossos clientes, trazendo inovações para o mercado e criando mecanismos para facilitar o trabalho do agente. Esse é nosso principal propósito, para que ele possa vender mais”, conclui Souza.

Leia também:

Deixe uma resposta