Orlando é o principal destino internacional brasileiro no primeiro semestre do ano

Por: Rafael Lima

 A nova edição do estudo Hotel Price Index (HPI), realizado pela Hoteis.com, mostra que Orlando foi o destino preferido dos viajantes brasileiros neste 1º semestre de 2013. Já os países europeus perderam algumas colocações no ranking, mas continuam com bastante procura no site da empresa, tendo como destaque as capitais da França e da Inglaterra.

 

 “Mesmo com a alta do dólar, os brasileiros mantiveram a preferência por Orlando, apontada como favorita também no ano anterior. Principalmente para os viajantes que gostam de fazer compras, os valores continuaram bem vantajosos em relação aos encontrados no Brasil”, pontua Carolina Piber, diretora de marketing da Hoteis.com para América Latina.

 

Oito localidades nos Estados Unidos conquistaram boas posições no ranking. Orlando aparece no topo, seguida de Nova York e Miami. A Flórida melhorou sua representação na tabela com duas novas cidades: Lake Buena Vista em 10º e Fort Lauderdale em 16º. Los Angeles, centro mundial do entretenimento, subiu uma posição e ficou em 9º.

 

O resort caribenho de Cancún foi um dos pontos mais visitados pelos brasileiros, subindo cinco lugares e ficando em 11º. Outro destino popular por suas belas praias é Punta Cana, que se manteve na 14ª posição do ranking.

 

Na Europa, Paris e Londres melhoraram o desempenho na lista. Ambas subiram uma posição, ficando 6º e 7º, respectivamente. Lisboa perdeu quatro pontos no ranking e apareceu em 15º. Roma e Madri caíram três lugares terminando, respectivamente, em 12º e 20º. Barcelona teve queda de duas colocações e se tornou o número 17º e Amsterdã caiu uma, ficando em 19º.

 

Entre as cidades da América Latina, Montevidéu registrou a maior queda perdendo seis lugares e ficou em 18º. Santiago caiu dois (8º no ranking). Já Buenos Aires esteve em 4º, com queda de uma posição.

 

O HPI baseia-se nos registros feitos e valores pagos pelos clientes por meio da Hoteis.com (e não as tarifas anunciadas) no 1º semestre de 2013 em relação ao ano anterior, em mais de 150 mil estabelecimentos ao redor do mundo.

 

RL

 

Deixe uma resposta