Parece mentira, mas não é! Conheça fatos curiosos sobre a Nova Zelândia

nova zelândia
Waitangi , em Bay of Islands (Ilha Norte), preserva o sítio histórico onde chefes Maoris assinaram o tratado de colonização com a Coroa Britânica, no século 19 (Foto: Camila Lucchesi)

Há algum país no mundo no qual as ovelhas sejam mais numerosas que as pessoas? Ou que tenha uma parcela bem pequena do seu território habitada por humanos? Esse lugar existe e se chama Nova Zelândia! O país na Oceania tem na criação de ovinos um de seus importantes motores econômicos e é uma das nações com menor densidade populacional do planeta.

Com apenas 5% de ocupação, há espaço de sobra para vislumbrar a natureza que foi particularmente generosa com essa ilha banhada pelo Pacífico. Paisagens litorâneas estão literalmente por todos os lados, dividindo as atenções com geleiras, vulcões, gêiseres, fiordes e um sem-fim de atrativos naturais desse pequeno e diverso país. Tudo devidamente embalado pela cultura Maori, cujos valores ancestrais de respeito e proteção ao meio ambiente são compartilhados até os dias de hoje.

Nesse 1º de abril, o Turismo da Nova Zelândia destacou cinco pontos sobre o país que parecem mentira, mas são a mais pura verdade!

Encontro marcado em Taumatawhakatangihangakoauauotamateaturipukakapikimaungahoronukupokaiwhenuakitanatahu

Essa palavra enorme é a maior em língua inglesa para nomear uma localização geográfica, segundo o Guinness World Records. Com 85 caracteres, ela praticamente resume uma história, já que significa “o local onde Tamatea, o homem com joelhos grandes, que escorregou e engoliu montanhas, conhecido como ‘comedor de terra’, tocou flauta para sua amada”. Para simplificar, a colina, localizada na baía de Hawke (Ilha Norte), ganhou o apelido de Taumata. O local de nome difícil é excelente para tirar fotos, mas fica em uma propriedade privada, então é preciso ter permissão para entrar.

nova zelândia
Colina tem nome de origem maori composto por 85 caracteres (Foto: Divulgação)

7 ovelhas para cada pessoa

Não é brincadeira! A criação de ovelhas representa uma importante atividade econômica no país e, em 2007, a Organização para Alimentação e Agricultura da Organização das Nações Unidas (FAO/ONU) contabilizou que havia 10 ovelhas para cada habitante. Hoje essa diferença é menor e se estima que são 7 ovelhas para cada humano. E não é só isso: a Nova Zelândia também tem mais vacas que humanos.

nova zelândia
Crianças cercadas por ovelhas em Nelson Tasman, na Ilha Sul (Foto: Miles Holden)

5% do território é ocupado por humanos

A Nova Zelândia tem cerca de 4,5 milhões de habitantes e é um dos países menos populosos do mundo. Seu território é extremamente preservado e, por isso, o país é conhecido por sua fauna e flora abundantes e pelo cuidado com meio ambiente.

nova zelândia
Parque Nacional Aoraki Mount Cook, na Ilha Sul (Foto: Rob Suisted)

Moeda única e exclusiva

Em 2012, quando foi lançado o filme “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada”, o país estampou moedas com personagens do filme. E elas não eram itens de colecionador, meramente ilustrativas! As moedas eram válidas na prática e aceitas nos estabelecimentos comerciais. A Nova Zelândia conquistou a exclusividade para uso dos personagens na moeda, já que o país foi locação dos filmes e até hoje mantém a vila dos hobbits, Hobitton, que é aberta para visitas.

nova zelândia
Hobbiton, na Ilha Norte, é atração imperdível para fãs dos filmes (Foto: Matt Crawford)

Distância máxima: 150 quilômetros

Aquela velha definição de ilha que aprendemos na escola – um pedaço de terra cercado de água por todos os lados – fica evidente na Nova Zelândia. No país é impossível ficar a uma distância maior do que 150 quilômetros do mar. Pode até parecer bastante, mas um morador de Belo Horizonte (MG), por exemplo, precisa percorrer cerca de 500 quilômetros para chegar ao litoral.

Praia de águas quentes em Coromandel, na Ilha Norte (Foto: Matt Crawford)

Deixe uma resposta